Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Abertura das Olimpíadas: homenagem a Yoko Ono, estádio vazio e desfile do Brasil são destaques

23 jul 2021 | Notícias

Por Redação

Abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio (Foto: Xu Chang/Xinhua)

Com várias referências a cultura japonesa e homenagens ao atletismo, a cerimônia oficial de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 aconteceu nesta sexta-feira (23), no estádio Olímpico de Tóquio. Sem público, a festa contou com mais de 11 mil atletas de 206 países e traz o frescor do maior evento esportivo do mundo. Veja os principais destaques da cerimônia:

LEIA MAIS >> Quem é Douglas, jogador gay da seleção de vôlei que está causando nas Olimpíadas de Tóquio

Você conhece os cearenses que prometem provocar suspiros por (todos) os talentos nas Olimpíadas?

Semelhantes as últimas Olimpíadas, o evento de abertura contou com shows e apresentações, desfile das delegações, acendimento da pira olímpica e liberação das pombas da paz. A cerimônia contou com uma programação artística que mostrou a história e cultura do Japão.

https://twitter.com/tracklist/status/1418530981770825728?s=24

Inclusive, a trilha sonora do desfile dos atletas é composta por músicas famosas de animes e games japoneses!

https://twitter.com/JogosOlimpicos/status/1418541461272875012

O palco da festa, o estádio Olímpico de Tóquio, foi construído para receber os Jogos Olímpicos e inaugurado em 2019. Com capacidade para 68 mil pessoas, o espaço teve custo de mais de R$ 5 bilhões.

https://twitter.com/JogosOlimpicos/status/1418553629192056840

LEIA MAIS >> Abertura das Olimpíadas: Ketleyn Quadros é a primeira mulher negra a carregar a bandeira do Brasil

Brasil na cerimônia de abertura

A delegação brasileira, que conta com 302 atletas nos Jogos, teve apenas quatro pessoas na cerimônia oficial de abertura dos Jogos. A medida foi tomada pelo Comitê Olímpico Brasileiro para evitar aglomerações e assegurar o distanciamento social durante o evento, que tem logística complicada. Bruninho, do vôlei, e Ketleyn Quadros, do judô foram os responsáveis por levar a bandeira do Brasil. As outras duas pessoas atendem protocolo do Comitê Olímpico Internacional.

Ketleyn Quadros e Bruninho (Foto: Divulgalção)

Ketleyn Quadros foi a primeira brasileira a conquistar uma medalha individual nos Jogos Olímpicos. Já Bruninho foi finalista nas últimas três Olimpíadas e conquistou o ouro no Rio de Janeiro, em 2016. Os atletas foram acompanhados pelo chefe de missão Marco La Porta e por um oficial administrativo.

Inclusão e igualdade

Pela primeira vez, o juramento olímpico recebeu os termos “inclusão” e “igualdade”. Após a entrada de todas as delegações, atletas, técnicos e árbitros fizeram o juramento prometendo “respeitar e acatar as regras, com espírito de ‘fair play’, inclusão e igualdade”.

https://twitter.com/timebrasil/status/1418574211426234379

A abertura simbólica dos Jogos foi realizada pelo imperador Naruhito e complementada com acendimento da chama, que brilhará até o próximo dia 8 de agosto. Naomi Osaka, atleta negra e japonesa foi responsável por acender a pira olímpica, o que reforça a diversidade nesta edição dos Jogos. O Comitê Organizador dos Jogos definiu “paz, coexistência, reconstrução, futuro, Japão e Tóquio, atletas, envolvimento e entusiasmo” como temas centrais do torneio.

Homenagem a Yoko Ono

Nascida na capital japonesa, Yoko Ono, ativista, cantora e escritora, foi celebrada com uma releitura do clássico “Imagine”. A música foi composta por John Lennon em 1971, inspirado em textos da artista, sua esposa. Na festa, a canção ganhou um vídeo e uma nova versão pelas mãos do maestro Hans Zimmer e de cantores como John Legend, Alejandro Sanz, Angélique Kidjo e pelo coral japonês Suginami Junior Chorus. Um incrível espetáculo com drones também foi visto no céu japonês.

Por quase 50 anos, “Imagine” foi cantada como criação solitária. Um dos maiores hinos da música internacional, que prega a paz e a união dos povos, a canção de Jonh Lennon foi inspirada em poemas de Yoko, hoje com 88 anos.

Besuntado de toga

Vocês acham que os brasileiros deixariam de fazer memes com o evento? O termo “besuntado de toga” ficou em alta no Twitter e te contamos o motivo: o porta-bandeira da delegação de Tonga, Pia Taufatofua apareceu com o corpo completamente besuntado na cerimônia de abertura das Olimpíadas 2020 nesta sexta-feira. Lógico, que a internet não perdoou.

Pia Taufatofua é atleta do taekwondo. Desde 2016, ele rouba a cena nas aberturas de Jogos Olímpicos ao aparecer com esse shape banhado de óleo. O atleta está listado para lutar na categoria acima de 80 quilos, a mesma da campanha da Rio 2016, quando caiu nas oitavas de final.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE