logo

Americanas lançam primeiro livro infantil body positive; conheça

Por Rosi Melo
Americanas lançam primeiro livro infantil body positive; conheça
Ady Meschke e Katie Crensham são influencers body positive nas redes sociais. Foto: Divulgação

Foi pensando na lacuna existente na literatura infantil em relação à inclusão de pessoas com corpos reais que as influencers Ady Meschke e Katie Crenshaw, de Atlanta, nos Estados Unidos, idealizaram o primeiro livro infantil body positive, chamado Her Body Can.

A obra, destinada a crianças de oito anos ou menos, será lançada nesta semana e já se encontra à venda no site americano da Amazon (entrega disponível para o Brasil). Além de ativistas body positive nas redes sociais, as duas escritoras são mães e sabem o quão importante é para as meninas internalizarem mensagens positivas sobre o corpo antes que sejam afetadas pelo preconceito da cultura mainstream.

LEIA MAIS >> MT Cast #03 | Stephanie Reis e Eduarda Silveira falam sobre o universo plus size; ouça

Paola Carosella critica escolha da Victoria’s Secret por 1ª ‘modelo plus size’

Estudos mostram que, na idade de 13 anos, 53% das meninas expressam insatisfação em relação ao corpo e, entre os cinco e 14 anos, 50% delas demonstram preocupação com o peso.

Segundo revelou Meschke à Glamour US, a obra não é focada em situações negativas, como o bullying, e sim na experiência saudável de uma criança. “Existem livros por aí que ensinam as crianças a superar o bullying ou outras adversidades, mas pensamos: por que temos que mostrar o bullying para ensinar as crianças a serem boas? Só queremos que isso seja sobre representação sem que haja algo negativo na vida de nossa garota”, disse.

“Queríamos retratar uma criança de tamanho grande vivendo sua melhor vida, sem desculpas”, explicou Crenshaw.

Para Meschke, essa é uma história puramente sobre representação. “Li em algum lugar que existem mais monstros nos livros infantis do que pessoas de diferentes tamanhos e etnias. Queremos mudar isso! Portanto, trata-se basicamente de trazer o poder da representação para nossos filhos“.

Fotos: Divulgação

Veja também