logo

Bienal Internacional de Teatro do Ceará apresenta espetáculos online em novembro

Por Redação
Bienal Internacional de Teatro do Ceará apresenta espetáculos online em novembro
O grupo cearense Ninho de Teatro apresenta a peça "Poeira" na mostra (Foto: Divulgação)

Em formato online, a Bienal Internacional de Teatro do Ceará (Bitce) apresenta espetáculos entre os dias 4 e 14 de novembro. Em 2020, as montagens do Brasil, Argentina, Chile e Espanha trazem o tema “Mostra Teatro, Mito e História”.

“A criação teatral é atravessada pelo mito, assim como toda a história da arte, a psicologia, diversos saberes e fazeres, tudo envolve o mito”, destaca Rejane Reinaldo, coordenadora do evento e da Escola Livre Teatro da Boca Rica. A transmissão da programação gratuita será por meio do canal do Youtube e Facebook da bienal.

LEIA MAIS >> Mostra Sesc de Culturas realiza edição digital em novembro; confira atrações

Max Petterson vai participar do novo filme do cineasta Halder Gomes no Ceará

Após ações formativas realizadas em novembro e dezembro de 2019 e setembro de 2020, que reuniram pensadores e criadores de diversos países, o evento convida o público para os espetáculos de artistas dos quatro países e seis estados do Brasil: Acre, Bahia, Pará, Ceará, Rio de Janeiro e São Paulo.

As mesmas cidades que antes receberiam espetáculos presenciais, agora serão pontos de difusão do teatro online para espectadores do Brasil e do mundo. O Estúdio do Teatro São José, em Fortaleza, será o ponto de transmissão dos espetáculos e Sobral e Juazeiro do Norte serão pontos de difusão.

Programação

Na quarta-feira (4), às 17h30, a solenidade de abertura apresenta o espetáculo “Périplo Varietés”, do grupo Periplo Marionetas, da Espanha e a peça “Quem matou Edward Munch”, com atuação e direção de Lucas Sancho, criada a partir da vida e obra do pintor norueguês Edvard Munch e sua pintura O grito. Na quinta-feira (5), às 17h, será apresentada a peça “Enderas Masugui – A viagem de Luisa“. Às 19h, a “Sanfonástica Mulher Lona” (Bahia/São Paulo) mostra uma intervenção sonora em performance cênica circense.

Peça “Enderas Masugui – A viagem de Luisa (Foto: Divulgação)

O Ceará também está inserido na programação online. Na sexta-feira (6), às 17h, em cena a atriz Daniella de Lavôr com a peça “Florbela”, do grupo cearense Elas de Teatro. No roteiro, a atriz revive histórias baseadas nos textos transcritos das cartas e do diário da poetisa Florbela Espanca.

A mostra volta no domingo (8), às 17h, com “Iracema“, um espetáculo cearense de dança voltado para o público infantil, que parte da personagem feminina do romancista cearense José de Alencar. Logo em seguida, às 19h, o espetáculo “EPA! Estudos para Quase Nada”, do Rio de Janeiro, apresenta um estudo das máscaras balinesas inseridas no universo urbano.

Já na segunda-feira (9), às 17h, a bienal traz ao público “Notas de Uma Terra Devastadaque mostra um cenário de destruição do meio ambiente, e, a partir das 19h, o espetáculo “Marias de Mandacaru” faz referência a força da mulher do sertão por meio da Dança Étnica Contemporânea.

O dia 11 de novembro terá na grade de programação “Jão, Uma História na Terra e no Mar”, do grupo Bricoleiros de Teatro de Boneco. Na sequência das apresentações, a partir das 19h, o “Manifesto Seresteiro”, uma conversa cantada da companhia de Belém do Pará.

No dia 12, às 17h, segue com o espetáculo “Pas de Temps”, da Companhia de Teatro Epidemia de Boneco. Logo após, às 19h, o público poderá assistir uma produção da Companhia de Teatro Engenharia Cênica. 

No dia 13, às 17h, será transmitido o espetáculo “Descalça” (Chile), canção que mostra a jornada em que pessoas deixam para trás uma história para ter um novo recomeço. Em seguida, às 19h, vem o Grupo Ninho de Teatro com “Poeira” (Ceará)que no roteiro traz interrogações, como a pergunta “do que somos feitos”?

O encerramento da bienal será no dia 14 de novembro. Às 17h, será apresentado o espetáculo carioca “Quatro Momentos do Sol”, uma produção de Lea Schmitt. Já a companhia de São Paulo, às 19h, apresentará “Afinação I“, peça baseada nos textos de Bertolt Brecht, Hegel, Marx e Simone Weil.

A Bienal Internacional de Teatro do Ceará é uma realização da Associação Educativa Cultural Teatro da Boca Rica, da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério do Turismo do Governo Federal, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Tem patrocínio da Cegás, da Caixa Econômica Federal, da Cagece e da Indústria Químico Farmacêutica Cearense.

Serviço

Bienal Internacional de Teatro do Ceará – “Mostra Teatro, Mito e História”

Data: 4 a 14 de novembro
Acesso on-line gratuito por meio do Facebook e canal do Youtube do evento
Programação completa

Veja também