logo

Cineasta cearense Karim Aïnouz é premiado no Festival de Cannes

Por Lucas Magno
Cineasta cearense Karim Aïnouz é premiado no Festival de Cannes

“A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”, filme do diretor cearense Karim Aïnouz, foi premiado na 72ª edição do Festival de Cannes. A produção, inspirada no livro homônimo escrito por Martha Batalha, conquistou o Prix Un Certain Regard.

Este é o equivalente à Palma de Ouro de sua mostra. É o maior prêmio de um filme brasileiro na competição francesa desde 1962, ano em que Anselmo Duarte conquistou a Palma de Ouro por “O Pagador de Promessas”.

Cena de “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”, de Karim Aïnouz. Foto: Bruno Machado/Divulgação

Gravado em regiões do Rio de Janeiro como Tijuca, Santa Teresa e Estácio, “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão” acompanha a vida de duas irmãs no Rio de Janeiro dos anos 1950. As atrizes Carol Duarte e Júlia Stockler são as protagonistas da produção, que tem ainda Fernanda Montenegro no elenco.

>> LEIA MAIS: Aladdin estreou no cinema. Conheça curiosidades sobre o filme

Foto principal: Reprodução

Veja também