Com orçamento de R$ 2,4 mi, reforma da Ceart deve ser entregue em 180 dias

Por Rosi Melo
Com orçamento de R$ 2,4 mi, reforma da Ceart deve ser entregue em 180 dias

A primeira-dama do Ceará, Onélia Santana realizou, nesta sexta-feira (10), a assinatura da ordem de serviço que autoriza o início da reforma da loja e da área administrativa da Central de Artesanato do Ceará (Ceart). A solenidade, realizada na Praça Luíza Távora, contou também com a presença da titular da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), Socorro França, e da coordenadora da Ceart, Patrícia Liebmann.

Com orçamento de R$ 2,4 milhões, as obras preveem a modernização das instalações do espaço, incluindo a climatização da loja, troca de pisos e telhados e a renovação do layout. A expectativa é que o serviço seja entregue em 180 dias.

LEIA MAIS >> Com apoio do Governo do Estado, artesanato cearense é tema de exposição em museu do Rio de Janeiro

Imagens do novo projeto arquitetônico do equipamento

“O intuito dessa reforma é preservar o artesanato cearense e, com isso, atrair mais turistas. É uma iniciativa importante para a economia do Ceará. O artesanato é nossa cultura viva e precisamos valorizar isso”, comentou a primeira-dama na ocasião. Segundo ela, após as obras, a Ceart irá oferecer cursos de iniciação e aperfeiçoamento para artesãos.

Onélia Santana assina ordem de serviço que garante reforma da Ceart

“Estamos fazendo tudo isso, em primeiro lugar, para fortalecer o artesão cearense”, reforçou a secretária Socorro França. A SPS será a responsável por todas as intervenções, juntamente com a Superintendência de Obras Públicas (SOP), que assina o projeto arquitetônico.

As obras iniciarão no setor administrativo. Além do prédio da Ceart, a Praça Luíza Távora recebe melhorias estruturais. Os castelinhos estão passando por revitalização há três meses e as mudanças no vagão de trem começam na próxima semana.

Enquanto estiver em reforma, diz Socorro, parte das peças à venda poderão ser armazenadas no depósito localizado nos castelinhos. A ideia é que o equipamento continue funcionando, mesmo que parcialmente, durante o período.

Identidade profissional

O evento ainda foi marcado pela entrega das primeiras identidades artesanais em papel moeda. O material, utilizado em documentos oficiais no Brasil e no mundo, contém componentes que garantem segurança ao titular. “Ele dá segurança ao artesão, ao evitar fraudes, e garante direitos como a isenção do ICMS”, explicou Onélia.

Coordenadora da Ceart, Patrícia Liebmann realizou entrega de identidades profissionais a artesãos locais

Fotos: Alex Campêlo

Veja também