Com o tema “Planeta Casa“, a CasaCor Ceará 2019 abriu as portas na última quinta-feira (12) com diversos ambientes que exploram a cultura cearense e também toda a sofisticação e criatividade de arquitetos e designers. Entre os 39 ambientes expostos na mostra, um dos destaques deste ano é o “Meu Lugar no Mundo”, projeto do escritório Carlos Otávio Arquitetos.

O ambiente projetado por Carlos Otávio, Marcello Moreira e Mirella Barbosa apresenta a história de um casal que mora fora do País, mas que sente um prazer enorme de retornar para a sua terra e sentir na casa as suas raízes. Por isso, todo o espaço é pautado no conceito de sustentabilidade e de regionalismo, trazendo um toque especial da cultura cearense, mas sem deixar de lado o estilo da pessoa contemporânea. 

“Temos muito artesanato cearense, elementos apresentados na sua forma natural e muito verde, como a carnaúba, que é o nosso símbolo no Estado.”, afirma Carlos Otávio, um dos arquitetos que assina o espaço. O escritório realizou uma parceria com o Memorial da Carnaúba de Jaguaruana, que forneceu peças exclusivas para o ambiente, e também com artesãos da Central de Artesanato do Ceará (CeArt).

Outro ponto que também valoriza esta ligação com a regionalismo e com a natureza é a pedra escolhida para usar no ambiente. O trio optou pelo Quartzito Blanc Provence, fornecido pela Multipolipedras e que é extraído no Ceará. “Usamos sem polimento para dar esse aspecto de fato de algo natural mesmo. Sem a elaboração e sofisticação que o polimento geralmente dá nas pedras”, explica o arquiteto. 

A pedra da Multipolipedras foi utilizada em três situações no “Meu Lugar no Mundo”: Em uma banheira; na cozinha, em um tampo complementando o móvel; e na parte externa, em uma mesa acoplada a um fogão de lenha.

VEJA TAMBÉM:Pedra Azuli é destaque em ambiente de Ticiana Sanford na CasaCor Ceará 2019

Serviço:

CasaCor Ceará 2019

  • Endereço: Rua Visconde de Mauá, 950 – Aldeota
  • Data: 12 de setembro até 22 de outubro de 2019

Multipolipedras