logo

Dez mulheres que fizeram e fazem história no rock mundial

Por Tainã Maciel
Dez mulheres que fizeram e fazem história no rock mundial
Janis Joplin está na lista das mulheres que contribuíram para o rock mundial (Foto: Reprodução)

Estilo musical conhecido por romper barreiras, o rock transgride padrões, incluindo questões relacionadas ao gênero. Em alusão ao Dia Mundial do Rock, celebrado na próxima segunda-feira (13), o Site MT recorda a contribuição de dez mulheres, representando tantas outras, que fizeram e fazem parte dessa história, como Janis Joplin, Patti Smith e Dolores O’Riordan.

Mas antes, você sabe como surgiu a data comemorativa? Por volta de 1987, o Dia Mundial do Rock começou a ser celebrado principalmente por rádios brasileiras, recordando o festival histórico Live Aid, promovido em 13 de julho de 1985. O curioso é que a data é comemorada apenas no Brasil. Nos Estados Unidos, por exemplo, o rock é lembrado em nove de julho, data de estreia do programa American Bandstand, que ajudou a popularizar o gênero entre as décadas de 1950 e 1980.

LEIA MAIS >> Entenda por que devemos amar Reese Witherspoon

Jennifer Hudson impressiona no primeiro trailer da cinebiografia de Aretha Franklin; assista

Agora, para os amantes do gênero ou curiosos de plantão, conheça dez personalidades femininas que contribuíram na história do rock mundial:

Sister Rosetta Tharpe

Sister Rosetta (Foto: Divulgação)

Conhecida como a mãe do rock, Sister Rosetta Tharpe destacou-se na música nas décadas de 1930 e 1940, cantando gospel em melodias em blues e country. A artista foi pioneira ao misturar letras gospel com o que, futuramente, seria conhecido por rock. Inclusive, a primeira vez que o termo “Rock’n Roll” apareceu na renomada revista americana Billboard foi justamente para descrever uma performance dela, em maio de 1942:

Revista Billboard, edição de 30 de Maio de 1942 — página 25 (Foto: Blog Dimitri Vieira)

Apesar da sua importância, a magnitude de Rosetta nunca foi devidamente reconhecida. Porém, um grande número de músicos conhecidos falaram sobre sua influência, incluindo Elvis Presley, Jerry Lee Lewis, Isaac Hayes e Aretha Franklin que encantaram-se com o estilo de cantar e tocar da artista.

Janis Joplin

A voz inconfundível, o estilo único e a atitude roqueira fizeram de Janis Joplin uma das cantoras mais importantes da história da música, tanto que ela é considerada até hoje uma referência mundial no rock e no blues.

Janes Joplin (Foto: Divulgação)

Entrando para a história com sua icônica apresentação no festival de Woodstock em 1969, Janis Joplin faleceu prematuramente aos 27 anos, mas seus sucessos como “Cry Baby“, “Mercedes Benz” e “Piece Of My Heart” são eternos. Ela fez de sua voz potente e metálica, ao mesmo tempo suave, a sua característica mais marcante, tornando-se um dos ícones mundiais do rock psicodélico.

Debbie Harry

Famosa por ser vocalista do Blondie, grupo de rock formado em 1974, Debbie Harry é até hoje uma das personagens mais influentes do punk rock e da moda.

Debbie Harry (Foto: Meredith Jenks)

Integrante da banda considerada pioneira nos gêneros punk rock e new wave, Debbie alcançou o sucesso mundial nos anos 70 e 80 com hits como “Heart Of Glass“, “One Way Or Another” e “Call Me“. O talento de Debbie Harry é tanto que ela já atuou em mais de 60 filmes.

Joan Jett

Fundadora da banda The Runaways, um dos primeiros grupos de rock só de mulheres da história, Joan Jett alcançou o sucesso durante os anos 1970 com hits como “Cherry Bomb” e “You Drive Me Wild“.

Joan Jett em 1976 (Foto: Divulgação)

O sucesso continuou na carreira solo em 1979 com “Bad Reputation” e a regravação de “I Love Rock n’ Roll“. Considerada uma das mulheres mais importantes para o rock, Joan foi uma das únicas duas mulheres a estar presente na lista de 100 melhores guitarristas da história organizada pela revista Rolling Stone.

Patti Smith

Com timbre inconfundível, Patti Smith surgiu na música em 1975, com o disco Horses, primeiro álbum punk da história do rock. O sucesso fez com que a musicista ficasse conhecida como poetisa do punk. A atitude de Patti, libertária e feminista, consagrou a artista como uma das mulheres mais influentes do rock.

Patti Smith (Foto: Divulgação)

Aos 73 anos, considerada pela revista Rolling Stone como uma das 100 artistas mais influentes de todos os tempos, Patti Smith conseguiu marcar o mundo com sua arte.

Courtney Love

Além de ser conhecida por liderar a banda americana de rock alternativo Hole, formada em 1989, Courtney Love também é lembrada por ser ex-mulher de Kurt Cobain, líder da famosa banda grunge Nirvana.

Courtney Love (Foto: Divulgação)

A banda de Courtney é considerada uma das mais bem sucedidas da década de 1990 ao discutir o feminismo nas músicas. E, apesar das polêmicas perante a mídia, ela conseguiu fazer da Hole uma das mais prósperas bandas de rock da história liderada por uma mulher, batendo a marca de cerca de 18 milhões de discos vendidos ao redor do mundo.

Dolores O’Riordan

Líder do The Cranberries, a irlandesa Dolores O’Riordan marcou o rock com sua excentricidade e visceralidade. A energia da artista cativou uma legião de fãs que acompanhou todos os passos da banda, desde seu estouro em 1993 com o lançamento do álbum de estreia Everybody Else Is Doing It, So Why Can’t We?, que apresentou ao mundo os singles “Dreams” e “Linger“; até os últimos trabalhos Something Else, de 2017, e In The End, de 2019 (póstumo).

Dolores O’Riordan (Foto: Revista Rolling Stone)

Compositora, ela escreveu o “Zombie“, de 1994, que aborda o atentado de 1993 do IRA (Exército Republicano Irlandês) em Warrington, na Inglaterra, e foi escrita em memória de duas jovens vítimas, Johnathan Ball (3 anos) e Tim Parry (12 anos). Em 2018, a morte de Dolores causou grande comoção no seu país natal, onde a cantora é lembrada como voz de toda uma geração e um ícone mundial.

Rita Lee

Ícone do rock brasileiro, Rita Lee começou sua carreira na banda de rock psicodélico Os Mutantes, em 1966. Sucesso também em carreira solo, a cantora até hoje conquista fãs pela sua atitude dentro e fora dos palcos. Ativista dos direitos dos animais e feminista, ela foi uma grande referência sobretudo para as mulheres que começaram a tocar guitarra nos anos 1970.

Rita Lee (Foto: Divulgação)

Com letras carregadas de ironia e reivindicações pela independência das mulheres, Rita Lee participou de grandes episódios de revolução na música brasileira. Seus sucessos como “Ovelha Negra”, “Lança Perfume” e “Erva Venenosa” trouxeram grandes contribuições para a história do rock brasileiro.

Amy Lee

Vocalista da banda Evanescence, Amy Lee estourou no início dos anos 2000 com a música “Bring Me To Life“. Graças à banda, a geração que não esteve próxima ao nascimento do rock passou a se interessar mais por algumas vertentes do metal e por música lírica.

Hayley Williams

Conhecida por ser a voz do Paramore, Hayley Williams é uma mulher de 31 anos que conquistou sua geração e inspira muitas garotas que desejam ingressar no rock atualmente.

Hayley Williams (Foto: Divulgação)

Recentemente, seu disco de estreia em uma trajetória paralela sem a banda, “Petals For Armour“, conseguiu ficar em primeiro lugar em uma das principais classificações do meio musical. Halay sempre fala em entrevistas que se inspirou em bandas lideradas por mulheres fortes e confiantes.

Pronto para uma imersão total no rock feito por mulheres? Confere essa playlist do Site MT com os sucessos citados na matéria e outras músicas de artistas consagradas:

Veja também