Gasto médio do turista durante o Réveillon de Fortaleza foi de R$ 2.735, aponta pesquisa

Por Bruno Brandão
Gasto médio do turista durante o Réveillon de Fortaleza foi de R$ 2.735, aponta pesquisa

Mais de R$ 1,8 bilhão foram movimentados durante o Réveillon 2020 em Fortaleza. Os dados são da primeira pesquisa feita pelo Observatório do Turismo de Fortaleza, divulgados na última quinta-feira (16) pelo secretário de Turismo de Fortaleza, Alexandre Pereira.

LEIA MAIS >> Roteiro gastronômico de Fortaleza: Mercado dos Peixes e iguarias do litoral conquistam turistas

A bordo do Fortaleza Bus, Alexandre Pereira leva influenciadores para pontos turísticos de Fortaleza

O gasto médio do turista foi de R$ 2.735. O levantamento, que contou com uma média de 700 entrevistados, entre os dias 1 e 8 de janeiro de 2020, detalhou ainda o meio de hospedagem dos turistas, sendo 59,01% em hotéis e 20,32% na casa de parentes ou amigos.

As atrações musicais do Réveillon na Praia de Iracema foi o que mais atraiu a vinda dos turistas – Foto: Divulgação

Entre os principais motivos que incentivaram o turista a vir a Fortaleza no Réveillon estão as atrações musicais (31,49%), a queima de fogos (25,37%) e a gratuidade (14,36%). Com relação ao quesito atrações, 91,84% dos entrevistados consideraram que foi ótimo ou bom. A sensação de segurança durante o evento também foi avaliada como ótima ou boa por 88,71% do total de entrevistados.

“É uma satisfação enorme poder divulgar pela primeira vez dados de uma pesquisa realizada pelo Observatório do Turismo de Fortaleza. Contar com essas informações foi sempre um sonho do trade e agora estamos tornando isso realidade”, ressalta Alexandre Pereira.

Erick Vasconcelos, Cláudio Ricardo, Alexandre Pereira, Mário Fracalossi Jr. e Valternilo Bezerra

Maioria do Sudeste

Ainda segundo a pesquisa, 93,3% dos visitantes que vieram a Fortaleza para o Réveillon 2020 eram brasileiros, sendo que o Sudeste foi a principal Região emissora, com 34,23% do total, seguido do Nordeste (31,55%) e do Norte (14,15%). A grande maioria (84%) viajou acompanhada.

Fotos: Rogério Lima

Veja também