logo

Governador Camilo Santana assina decreto que regulamenta Fundação de Saúde do Ceará

Por Redação
Governador Camilo Santana assina decreto que regulamenta Fundação de Saúde do Ceará
A solenidade de assinatura do decreto que regulamenta o funcionamento da Funsaúde aconteceu na Secretária da Saúde, na sexta-feira (24) (Foto: Divulgação)

O governador Camilo Santana, o secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto, e o procurador-geral de Justiça do Estado, Manuel Pinheiro, assinaram, sexta-feira (24), o decreto que regulamenta o funcionamento da Fundação de Saúde do Ceará (Funsaúde). A solenidade aconteceu no auditório da Secretária da Saúde e foi transmitida pela internet.

A Funsaúde será responsável por gerenciar os serviços assistenciais do Ceará e passa a vigorar a partir da publicação do decreto no Diário Oficial do Estado. A finalidade é desenvolver e executar de forma regionalizada, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), ações e serviços de saúde estaduais.

LEIA MAIS >> Juntos contra a pandemia: Sinduscon arrecada celulares e computadores para alunos da UFC

Crise impulsiona vendas do setor de embalagens, destaca Hélio Perdigão

O objetivo do órgão, ainda de acordo com Camilo, é melhorar o acesso dos cearenses ao sistema público de saúde. “Uma coisa para funcionar bem, precisa ser bem planejada, bem definida, com indicadores e metas. Somos hoje referência na área da educação por conta dessa estruturação e é o que estamos construindo também na área da saúde”, disse o governador.

“Em Crateús, por exemplo, não tinha uma UTI para o paciente fazer cirurgia, obrigando a se deslocar para Sobral ou Fortaleza. A ideia da reorganização é que 90% das necessidades de saúde do cidadão sejam resolvidas na sua região. O Ceará foi dividido em cinco macrorregiões de saúde, então cada uma, até o final do nosso governo terá pelo menos um hospital de alta complexidade funcionando“, completou ele, ressaltando também a universalização do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) no Ceará.

Concurso público

Durante a solenidade de assinatura, Camilo Santana também garantiu que em breve será anunciado um concurso público para a Fundação. “Estamos dando passos importantes e esse momento de pandemia mostrou muitas cicatrizes de desigualdades no país. Vivemos num país que é um dos mais desiguais do planeta. Essa pandemia mostrou essa realidade, assim como mostrou a importância do Sistema Único de Saúde. Mais de 80% da população cearense utilizam o SUS”, concluiu.

Dr. Cabeto disse que a iniciativa representa para os profissionais da saúde do Estado a certeza de dias melhores. “Desde o começo, quando se iniciou esse trabalho e foi apresentada a plataforma de modernização da saúde, o Governo expôs que estava preocupado com aqueles que fazem o sistema e esses são os profissionais da saúde. O Estado tem dado demonstrações inequívocas que se preocupa com eles e, principalmente com os usuários, aqueles que precisam de acesso e empatia no momento de sofrimento. Desde o começo temos a convicção que o Ceará vai sim fazer o melhor sistema de saúde do Brasil. Isso não é megalomania”.

Veja também