logo

Jogo em Fortaleza entre Brasil e Itália revive Copa do Mundo de 1994 e reúne autoridades

Por Bruno Brandão
Jogo em Fortaleza entre Brasil e Itália revive Copa do Mundo de 1994 e reúne autoridades

Os 25 anos da final da Copa do Mundo de 1994 foram celebrados na noite de quinta-feira (9), com jogo especial em Fortaleza, no Estádio Presidente Vargas, e a participação de jogadores italianos e da seleção brasileira tetracampeã. Diferente da partida que aconteceu em 1994 – quando o Brasil levou a vitória por 3 a 2 -, o resultado do placar do jogo acabou em 1 a 0 para a Itália.

O jogo foi promovido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e reuniu autoridades como prefeito Roberto Cláudio e o titular da Regional II, Ferruccio Feitosa.

LEIA MAIS >> Náutico irá ganhar teatro, dois novos restaurantes e uma cafeteria até o fim de 2020

Referência mundial no grafite, Eduardo Kobra pinta mural de Santa Dulce dos Pobres em Salvador

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e a primeira-dama, Carol Bezerra, foram assistir à partida (Foto: Alex Campêlo)
O presidente da CBF, Rogério Caboclo, e o jogador Romário (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Apesar do resultado diferente do confronto marcante do passado, quando a seleção Canarinho ficou com o tetracampeonato após vencer os adversários nos pênaltis, o jogo foi histórico. E o clássico foi apenas o primeiro do retorno da Seleção de Masters, uma iniciativa liderada pelo Presidente Rogério Caboclo e pela nova gestão da CBF.

Renato Lima e Luana Felipe (Foto: Alex Campêlo)
Domingos Neto e Roberto Cláudio (Foto: Alex Campêlo)
Rogério Caboloco entregando uma medalha comemorativa para Parreira – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O time verde e amarelo foi formado por Taffarel (Gilmar), Jorginho, Aldair, Márcio Santos (Palhinha) e Cafu; Mauro Silva (Ronaldão), Mazinho (Mauro Galvão) e Zinho (Viola); Paulo Sérgio (Careca), Bebeto e Romário e o técnico Carlos Alberto Parreira.

Ferruccio Feitosa, Domingos Neto e Carlos Silva (Foto: Alex Campêlo)
Adail Junior (Foto: Alex Campêlo)
O time italiano (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Artilheiro do Brasil na conquista da Copa do Mundo, Romário jogou todo o tempo na partida desta quinta-feira. Se o gol não saiu, a emoção de reencontrar a torcida brasileira bateu forte.

“Feliz, grato e até emocionado por estar participando dessa festa hoje. Esses caras que abriram uma nova porta para o futebol brasileiro. A gente estava há muitos anos sem ganhar em 94 e deu essa alegria à nossa população. É um dos títulos mais importantes da história do Brasil e temos que comemorar sempre”, disse ao site oficial da CBF.

Foto destaque: Lucas Figueiredo/CBF

Veja também