Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Jorge Luiz de Lima inaugura novo formato de encontro no Lide Ceará

28 abr 2021 | Notícias

Por Redação

Emília Buarque, presidente do Lide Ceará, e o empresário Beto Studart, anfitrionaram evento com o secretário Jorge Luiz de Lima (Foto: Divulgação)

O Lide Ceará recebeu, terça-feira (27), o secretário de Desenvolvimento, Indústria, Comércio, Serviço e Inovação do Ministério da Economia, Jorge Luiz de Lima, para o encontro mensal do grupo. Desta vez, pela primeira vez após o início da pandemia de covid-19, o bate-papo, aconteceu no BS Design, anfitrionados pela presidente do Lide  Ceará, Emília Buarque e pelo empresário Beto Studart. Jorge Luiz tratou de assuntos como o custo Brasil e a Medida Provisória que visa promover uma série de melhorias no ambiente de negócios do país. Ele ainda defendeu a desburocratização para ampliar a competitividade e uma postura de separação entre economia e política

LEIA MAIS >> Águeda Muniz assume diretoria executiva da C.Rolim Engenharia

Priscilla Veras conta como a Muda Meu Mundo cresceu 340% em um ano conectando o campo ao varejo

O secretário mostrou caminhos possíveis para vencer a crise por meio de participação mais ativa do setor produtivo na vida pública, levando em consideração as diferenças regionais do país. “É fundamental nos determos em solucionar o problema do custo Brasil. O país perde R$ 1,5 trilhão por ano por não ser competitivo. Precisamos mudar essa realidade e, para isso, temos colocado em prática um projeto interministerial que já conseguiu levar a uma economia de R$ 260 bilhões e queremos atingir de R$ 500 a R$ 800 bilhões de economia até o final do ano”.

Os empresários Pedro Lima e Deusmar Queirós participaram presencialmente como debatedores (Foto: Divulgação)

Jorge Luiz reforçou que é fundamental que a economia seja apartidária. “Temos uma série de avanços já acontecendo em nosso país e outros precisam de condições e apoio para se tornarem realidade. Para isso, é importante que a conversa da economia seja separada da conversa política”. 

O secretário também salientou a importância da reforma tributária e a ligação com o aumento da competitividade. “Em nosso país, a indústria responde por 70 a 80% dos impostos. Por outro lado, o setor de comércio e serviços opera com mais de 50% dos postos de trabalho. É lógico que essas coisas estão atreladas uma à outra e precisam ser vistas de maneira geral, mas também em suas especificidades. Temos que rever a questão tributária, temos que desburocratizar, dar crédito. É preciso olhar para a frente”. 

Ele ainda defendeu investimento na mão de obra de acordo com as características de cada região brasileira. Ao citar o Nordeste, ele destaca a vocação turística da região e defendeu que os profissionais que atuam no setor estejam mais preparados para o mercado exigente. “Para isso, estamos desenvolvendo uma série de programas inteligentes de formação, em parceria com entidades como o Sebrae, Senai e Senac. A outra linha é criar metodologias de incentivo de políticas públicas para que o empresariado possa investir no capital humano com vantagens. Precisamos qualificar nossa mão de obra com velocidade e competência”.

O encontro foi transmitido virtual para os afiliados do Lide Ceará (Foto: Divulgação)

O encontro do Lide Ceará ainda contou com a participação do Chairman do Lide Global, o ex-ministro Luiz Fernando Furlan, e dos empresários Deusmar Queirós, Edson Queiroz Neto, Lauro Fiúza Júnior e Pedro Lima como debatedores. Os afiliados do grupo puderam participar do debate de forma virtual. 

Após o debate, eles almoçaram no próprio BS Design, em uma sala que o empresário Beto Studart recebe convidados para reuniões informais. 

Resultado de projetos

Na manhã desta quarta-feira (28), o secretário Jorge Luiz de Lima continuou cumprindo agenda em solo cearense. Ele apresentou os resultados do trabalho conjunto entre a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e o Ministério da Economia sobre a redução do custo Brasil, e a criação de um centro de inteligência. O evento, que também contou com a presença do presidente da Fiec, Ricardo Cavalcante, aconteceu no auditório Waldyr Diogo, da Casa da Indústria, e foi transmitido de forma virtual.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE