logo

Juntos contra a pandemia: projeto Florescer arrecada itens de higiene para mulheres em situação de rua

Por Redação
Juntos contra a pandemia: projeto Florescer arrecada itens de higiene para mulheres em situação de rua
O coletivo Florescer promove uma campanha para montar kits de higiene e destiná-los a mulheres e crianças em situação de rua (Foto: Divulgação)

Papelão, pedaço de pano, jornal e até mesmo miolo de pão. Esses são alguns exemplos de materiais inadequados usados durante o ciclo menstrual de mulheres em situação de vulnerabilidade social. Em Fortaleza, o coletivo Florescer promove uma campanha para montar kits de higiene e destiná-los a mulheres e crianças em situação de rua. O projeto está aceitando calcinhas, absorventes e outros itens, como álcool em gel e máscaras.

LEIA MAIS >> Juntos contra a pandemia: Sinduscon arrecada celulares e computadores para alunos da UFC

Juntos contra a pandemia: projeto Mesa Brasil Ceará já arrecadou mais de R$ 70 mil com lives solidárias

Criado em 2019, o Florescer tem como objetivo principal combater a pobreza menstrual. O termo usado para definir a falta de acesso a produtos de higiene específicos, é um problema que afeta mulheres de todos os países, incluindo o Brasil. Uma pesquisa de 2018 da marca de absorventes Sempre Livre apontou que 22% das meninas de 12 a 14 anos no País não têm acesso a produtos higiênicos adequados durante a menstruação. A porcentagem sobe para 26% entre as adolescentes de 15 a 17 anos.

Jovem e solidária, Ágata Cabral idealizou a ação para colocar em prática o que já defendia na teoria por ser graduanda em Estética e Cosmética. Sua ideia inicial era realizar um grande evento para arrecadar doações, mas o projeto reformulou-se e ainda dá seus primeiros passos. “Hoje, temos 17 voluntários no grupo e já conseguimos ajudar 75 pessoas. Falar sobre isso é muito importante. As pessoas não sabem o que é pobreza menstrual. É aquela coisa: se nunca me faltou um absorvente porque vou pensar nisso?”, conta.

Para ajudar, doadores podem destinar produtos ou dinheiro aos pontos de coleta. Transferência e boleto bancário também são opções. “Você pode ajudar doando e divulgando. Também estamos precisando de transporte para transportar os kits”, afirma Ágata. O grupo também está a procura de apoio judicial para formalizar sua atuação e profissionais para auxiliar no desenvolvimento de uma plataforma online”. Para mais informações, acesse o Instagram do projeto Florescer.

Veja também