Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Nos EUA, cearense Vittoria Lopes revela detalhes sobre a preparação para Olimpíadas de Tóquio

20 jun 2021 | Notícias

Por Redação

Pela primeira vez, Vittoria Lopes participará dos Jogos Olímpicos (Foto: Arquivo Pessoal)

O sonho da triatleta cearense Vittoria Lopes está prestes a ser alcançado. Isso porque a jovem de 25 anos será uma das representantes do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio – evento realizado entre 23 de julho a 8 de agosto. A atleta que estará na largada da prova feminina, no dia 27 de julho, na baía da capital japonesa, revelou ao Site MT detalhes da preparação nos Estados Unidos e a expectativa para a sua estreia nos Jogos Olímpicos.

LEIA MAIS >> Professor se reinventa e cria assessoria online de bike indoor

Juliana Vidal coleciona 43 destinos no passaporte e dá dicas de viagens

Treinando de domingo a domingo, Vittoria afirma que a rotina é intensa. A cearense mora nos Estados Unidos desde 2017, com direito a idas e vindas a Fortaleza, e recebe orientação do técnico inglês Ian O’Brien. “Treino em Colorado. Geralmente, sábado e domingo são os dias mais longos. Já terça, quarta e quinta-feira são os meus dias mais intensos. Em média, são 25 horas por semana. Faço as três modalidades todos dias, um pouco de cada”, explica.

Vittoria Lopes e Ian O’Brien (Foto: Reprodução/Instagram)

Segundo ela, o cuidado com a alimentação também é fundamental neste período. “Sigo dieta. A minha nutricionista é a Ana Cristina Wolf, de Fortaleza. Por ser um esporte muito de endurance, tenho que estar com tudo em dia. Em Tóquio, vai estar muito quente e úmido, então, a alimentação é a chave do sucesso e é tão importante quanto o treino. Estou me alimentando da melhor forma possível”.

O termo endurance significa a capacidade de resistência aeróbia de longa duração, ou seja, a capacidade de manter contrações musculares por um período de tempo prolongado.

A cearense vive rotina intensa de treinos (Foto: Reprodução/Instagram)

Vacinada contra a Covid-19 em abril, Vittoria ainda falou sobre o cenário pós-vacina nos EUA e revelou a saudade do país natal. “Aqui já não é mais obrigatório o uso de máscara e a gente já está em uma vida normal. A minha vida na América do Norte é legal, mas sinto muita falta da comida brasileira. Estou aqui porque consigo treinar com muita gente. Participo de um grupo de atletas que vão para as Olimpíadas e saio da minha zona de conforto, além de ter acesso a grandes treinamentos. Fico mais focada“, comenta.

Nos EUA, Vittoria treina com outros atletas (Foto: Reprodução/Instagram)

Superação

Competindo há sete anos e destacando-se no triatlo, a cearense acumula cada vez mais conquistas e já foi medalhista de prata nos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru), em 2019. Porém, a trajetória de sucesso não é isenta de desafios. Em 2020, Vittoria sofreu uma fratura por estresse na tíbia e teve que pausar os treinos.

Em 2020, a triatleta sofreu uma lesão na perna (Foto: Reprodução/Instagram)

“Ano passado eu estava lesionada e me recuperando quando veio a pandemia. Fiquei quase três meses sem correr. O adiamento das Olimpíadas me permitiu fazer um replanejamento e me recuperar com calma das lesões em um trabalho conjunto com o meu treinador, o Comitê Olímpico do Brasil e a Confederação Brasileira de Triathlon. Estou pronta“, comemora.

Expectativa

Em Tóquio, a atleta representará o Brasil no triatlo feminino, na categoria elite, ao lado da paulista Luísa Baptista. Já no masculino, outro cearense também garantiu vaga na competição: o triatleta Manoel Messias. De acordo com Vittoria, a expectativa dela é entregar o melhor resultado para o país.

Vittoria Lopes e Luisa Baptista representarão o Brasil no triatlo feminino (Foto: Reprodução/Instagram)

“Meu grande sonho, desde criança, é ir para os jogos. Estou em êxtase. Agora, vou entregar meu melhor e quero construir uma história. Estou focada nisso e doida para sentir o cheiro e ver como é esse ambiente olímpico, a vila, receber minha credencial, meu uniforme … Poder realizar isso é muito importante para mim”,

partilha Vittoria.
Vittoria Lopes foi medalhista de prata nos Jogos Pan-Americanos de Lima (Foto: Reprodução/Instagram)

No dia 20 de julho, ela desembarcará no Japão, mas sem a companhia da torcida presencial, devido às medidas de segurança contra a Covid-19. “As famílias dos atletas não estão autorizadas a participarem. Todos os dias vamos ser testados também. Então, vai ter um protocolo muito rígido”.

Então, vamos torcer juntos pela cearense nas Olimpíadas? A primeira prova de Vittoria acontecerá no dia 27 de julho, no Parque Marinho de Odaiba, na Baía de Tóquio. Serão 1.500 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida. “Quero colocar o Brasil na frente, honrar o meu esporte e trazer alegria para o nosso povo em um momento tão difícil, particularmente a minha terra que amo, o meu Ceará. Conto com a torcida de todos“, compartilhou a triatleta nas redes sociais.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE