Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

[email protected]
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Prefeitura de Aracati investe na preservação de equipamentos que contam a história do Ceará

2 ago 2022 | Notícias

Por Redação

Tombada pelo Iphan, a cidade tem construções que unem memórias históricas e afetivas

Principal via da cidade, a Rua Grande ganhou vasos decorativos e teve os canteiros centrais revitalizados. (Foto: Divulgação)

Por Vanessa Madeira*

Passear pelas ruas de Aracati, município na região litorânea do Ceará, é como se transportar para o passado. Casarões, igrejas, praças e mercados que datam da fundação da cidade, no século XIX,
permanecem preservados até hoje, guardando grande parte da memória histórica e afetiva do Estado. Todo o conjunto arquitetônico e paisagístico local, formado por mais de 2 mil construções, é, inclusive, tombado pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 2001.

LEIA MAIS >> Revista Márcia Travessoni #20: Ivens Júnior

Izabela Fiuza ensina receita de spaghetti com lagosta

A proteção e a valorização desse acervo são o foco de um conjunto de ações de requalificação desenvolvido pela Prefeitura de Aracati nos últimos anos. O projeto, cujo investimento gira em torno de
R$ 15 milhões, teve início com a requalificação de vias e dos famosos becos do Artesanato, da Alegria e
das Flores, que passaram por obras de pavimentação, iluminação pública e paisagismo.

O trabalho foi coordenado pela primeira-dama do município – além de arquiteta e urbanista – Gláucia Maia. “Adotamos um projeto paisagístico no Centro Histórico, com vasos decorativos na Rua Grande, a principal da cidade, canteiros centrais renovados e becos revitalizados. Esta ação foi o suficiente para incentivar nos moradores o desejo de melhorar os seus imóveis, e muitos fizeram isso por conta própria, plantando árvores ou adotando vasos e canteiros na própria rua”, afirma o prefeito de Aracati, Bismarck Maia.

Imóveis como o Teatro Francisca Clotilde, o Aracaty Clube e o casarão do Barão de Messejana também foram restaurados e devolvidos à população. Este último se transformou no Espaço das Artes da cidade, equipamento inaugurado no fim de 2020 e dedicado à realização de exposições e eventos culturais. “Em breve, vamos apresentar um novo projeto para a casa onde viveu o escritor Adolfo
Caminha”, destaca Maia.

O prefeito reforça que, embora seja lembrada pelas atrações naturais, a exemplo da praia de Canoa Quebrada, a cidade guarda pedaços cruciais da história cearense. “Resgatar o patrimônio histórico e
as nossas tradições abre um amplo leque de possibilidades de desenvolvimento e de negócios, aumentando a disponibilidade de atrativos para os visitantes e, consequentemente, tempo de permanência”.

*Este conteúdo foi originalmente publicado na Revista Márcia Travessoni #20

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE