Fortaleza recebe, entre os dias 16 e 25 deste mês, a XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, e o Sistema Fecomércio Ceará marca presença no evento oferecendo uma série de ações gratuitas. Mediações, rodas de conversas, oficinas, saraus e contação de histórias integram boa parte da programação do Sesc e do Senac durante os dez dias de feira.

No stand do Senac, haverá a venda de obras publicadas pela Editora Senac, nas áreas de educação profissional, com foco em administração e negócios, artes, arquitetura, gastronomia, turismo, comunicação, desenvolvimento social, design, moda, entre outros.

>> VEJA TAMBÉM: Confira programação completa da Bienal do Livro do Ceará

Lançamentos

Uma novidade deste ano é que o público poderá adquirir os livros das Edições Sesc São Paulo no local. O espaço também receberá sessões de autógrafos de duas obras inéditas da editora paulista. No dia 23, às 17h, o escritor Benjamin Abdala Jr. realiza o lançamento de “Ecos do Brasil: Eça de Queirós, leituras brasileiras e portuguesas”. O livro reúne uma série de artigos de pesquisadores sobre o trabalho literário de Eça de Queirós, e apresenta ainda uma antologia não ficcional do autor. Às 15h do mesmo dia, ocorre um bate-papo com o Abdala e os professores Carlos Reis (Universidade de Coimbra) e José Carlos Siqueira (UFC), que integram a seleção de autores da obra, no stand da Universidade Federal do Ceará.

A escritora Beatriz Furtado promove, dia 24, às 17h, sessão de autógrafos do livro “Pós-fotografia, pós cinema: novas configurações das imagens“. A coletânea, organizada em parceria com Philippe Dubois, apresenta artigos de pesquisadores e artistas do Brasil, França, Bélgica e Canadá, abordando a estética das imagens contemporâneas no cinema e na fotografia.

Diversidade

Já o Sesc Ceará traz para a bienal uma programação diversa de atividades. Entre os destaques, está o Café Literário, que reúne autores e intelectuais para falar sobre o universo das palavras. No dia 17, às 17, o projeto debate o tema “Imagens e Visagens do Sertão”, com Zé Wellington, Márcio Benjamin e Bruno Paulino – autores conhecidos nacionalmente pelas suas histórias de suspense e terror sobre o Nordeste.

Em 2018, Café Literário recebeu conversa sobre o tema “Histórias Singulares: personagens cotidianos”, com Descartes Gadelha e mediação de Alan Mendonça

No dia 22 de agosto, às 19h, o Café Literário discute a “Literatura em Tempos de Rede”, com os booktubers Mel Ferras e Pedro Pacífico, e Fernando Alves na mediação.

A cultura coreana também se destaca no stand do Sesc. A influencer Babi Dewet, autora de livros como “Um ano inesquecível” e “Allegro em hip-hop”, participa, dia 20, do Quiz Literário, às 16h, e do Café Literário, às 18h. Já as poetas Nina Rizzi e Ryane Leão participam de uma roda de conversa sobre a presença da mulher na literatura, dia 21, às 19h, com a mediação de Isabel Costa.

O Sesc também assumiu o compromisso de promover ações voltadas para a literatura negra, vozes indígenas e poesias da cidade. Entre as atrações confirmadas nesse eixo, estão: Férrez, Eliana Alves Cruz, Samir Machado, José de Almeida, Slam das Minas, Talles Azigon, Mateus Lins, Sandro Sussuarana, Carlos Eduardo Pereira, Cristiano Baldi, Márcia Wayna Kambeba, Thiago Tizzot e Meimei Bastos.

Já o público infantil vai curtir, no período da manhã e da tarde, atividades lúdicas e educativas, como contação de histórias, oficinas de teatro e colagem e apresentações musicais.    

SERVIÇO

XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará
De 17 a 25 de agosto, das 9h às 22h
Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares, 999)
Entrada Gratuita

Fotos: Reprodução/Instagram