Setembro é marcado pela campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. Durante o mês, várias ações são realizadas buscando promover a saúde mental e dar destaque a centros que oferecem ajuda.

A campanha Setembro Amarelo chegou no Brasil em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), com a proposta de associar ao mês que marca o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, que é no dia 10 de setembro. 

Segundo o site do CVV, “o suicídio é um assunto complexo, pois ninguém se mata por um único motivo, mas a prevenção é possível e algumas ações podem ser feitas por todas as pessoas. Permitir que as pessoas desabafem e falem sobre seus sentimentos sem receber críticas é um meio de evitar que se pense na morte como solução para as dores”.

A organização também aposta na educação e na conversa aberta sobre o tema, para quebrar tabus e compartilhar informações.

Onde buscar ajuda

No Brasil, o CVV oferece atendimento voluntário e gratuito, 24 horas por dia, a partir do seu site. A partir da aba “Quero Conversar”, a organização oferece voluntários treinados para dialogar com pessoas que necessitam de ajuda.

O espaço está aberto para todos que procurem, mesmo que a pessoa não tem certeza de que precisa de nossa ajuda. Eles oferecem quatro modos de conversa: por chat, telefone, e-mail ou em posto de atendimento.

Projeto “Essencialmente”

Em maio deste ano, nossa publisher Márcia Travessoni estreou uma nova série de entrevistas especiais em seu canal do Youtube. “Essencialmente”, como é chamado, é um projeto que une especialistas e admiradores da espiritualidade e do bem-estar em torno de um único propósito: guiar o público em um caminho de amor e respeito coletivo em busca da felicidade.

Conheça o nosso projeto:

>> VEJA TAMBÉM: Especial: a relação íntima entre comida e saúde mental

Fotos: iStock