Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

BBB 21: confira tudo que aconteceu no primeiro mês de confinamento

25 fev 2021 | Entretenimento

Por Redação

No primeiro mês o Big Brother Brasil (BBB) 21, o Big dos Bigs, já rendeu brigas, festas, desistência, eliminados, cancelamentos – dentro e fora da casa -, memes, acidentes e muito mais! Entretanto, se você perdeu alguma coisa e está confuso e perdido com tudo que já rolou, não se preocupe porque o Site MT listou tudo que você precisa saber sobre o que aconteceu no primeiro mês de confinamento. Confira! 

LEIA MAIS >> BBB 21: Karol Conká é eliminada com recorde de rejeição e sem grandes surpresas 

Glossário BBB 21: entenda expressões utilizadas dentro e fora da casa

  • Brigas já na primeira semana

Uma brincadeira iniciada por Caio Afiune, em que os brothers foram maquiados pelas sisters da casa e performaram gestos femininos, gerou o primeiro desentendimento na casa. A brincadeira desagradou a psicóloga Lumena, que levantou a questão da transfobia. Fiuk, que também participou, até chorou por ter participado e desapontado a sister

A primeira briga do BBB 21 levantou o debate sobre a transfobia. (Foto: Reprodução/Nexo Jornal)

Já a cearense Kerline protagonizou junto com Lucas Penteado uma desavença na primeira festa do programa. Tudo começou quando o ator tentou bancar o cupido e juntar os participantes em casais, a brincadeira incomodou a sister, que  disse: “E se eu quisesse pegar o cupido?”. Lucas entendeu que Ker estava interessada nele, e tentou algumas investidas que não foram mais correspondidas, o que fez eles trocarem farpas. “Brincou com meu coração”, disse ele.

  • Tensões com Lucas Penteado

Após a briga com Kerline, Lucas enfrentou diversas tensões com os jogadores, encabeçadas, principalmente, por Karol Conká. A rapper o acusou de ser “chato demais” por toda a confusão criada e por estar “se fazendo de coitado”, com isso boa parte da casa comprou o discurso de Conká, que também promoveu a exclusão do ator em diversas ocasiões, fazendo o público se questionar se não estariam acontecendo episódios de abuso psicológico na casa. No entanto, o ator se defendeu das acusações e a confrontou durante um jogo da discórdia, além de defender seu ponto de vista. Na ocasião, o ator também foi apontado por todos na casa como “o cancelador” da edição 21. 

Após trocar beijos com Gilberto, Lucas Penteado teve a sexualidade questionada e decidiu deixar o BBB 21. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Apesar de ser mal visto pelos outros participantes, Lucas foi acolhido por Gilberto Nogueira, Juliette Freire e Sarah Andrade. O grupo foi apelidado pelo público de G4. A aproximação rendeu um affair entre Lucas e Gilberto, que trocaram beijos durante a festa Holi Festival. Entretanto, o ator foi acusado por Lumena de estar se aproveitando da situação pensando no jogo. Na ocasião, Lucas confessou que era bissexual e foi julgado por participantes. Inconformado, o ator acabou pedindo para sair da casa durante a festa, e deixou o programa.

  • Cancelamento de Karol Conká

Ao passar de favorita ao prêmio de R$ 1,5 milhão do BBB 21 a grande vilã da edição, a rapper curitibana Karol Conká mostrou que os “canceladores” também podem ser “cancelados”. O termo “cancelador” – usado nas mídias sociais para repudiar uma atitude negativa de alguém, famoso ou não – foi atribuído à rapper pelas atitudes dentro da casa, que vão desde proibir Lucas Penteado a sentar-se à mesa com os outros participantes até xingar o brother ao vivo no programa, cancelando, portanto, o ator do convívio da casa por julgar suas atitudes erradas. 

Karol Conká. (Foto: Reprodução/ Globo)

O que a rapper pareceu não perceber é que as atitudes  tóxicas, abusivas, preconceituosas e manipuladoras com Bil, Gil, Juliette, Carla Diaz e, mais recentemente, Camilla de Lucas, fossem consideradas dignas de repúdio fora do confinamento. O “cancelamento” de Karol Conká pelo público vem interferindo diretamente na vida profissional e pessoal da artista. Desde que entrou no programa a rapper vem acumulando cancelamos de contratos e pode ter prejuízo de até R$ 5 milhões, considerando perdas com publicidade no Instagram, shows e programas de TV, segundo a Brunch, agência especializada em influência digital.

LEIA TAMBÉM >> BBB 21: Karol Conká, Gilberto e Arthur se enfrentam no quarto paredão

BBB: confira como estão os 20 vencedores do reality atualmente 

  • O “Gabinete do Ódio”

Como em todas as edições do BBB, os participantes acabam se dividindo em grupos para articular votos e se proteger. O grupo formado por Arthur Picoli, Karol Conka, Nego Di (terceiro eliminado), Lumena Aleluia, Pocah e Projota ganhou entre os memes do Twitter a alcunha de “gabinete do ódio”, uma vez que os participantes do grupo, segundo o público, tomou conta da narrativa da casa, jogando, contra, principalmente, Lucas, Juliette, Gilberto e Sarah, que se uniram para confrontar o grupo. O nome é uma referência ao “gabinete do ódio”, formado, principalmente, pelos filhos do presidente Bolsonaro, alvos da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, no Congresso Nacional.

Nego Di foi o primeiro eliminado do “gabinete do ódio”. (Foto: Reprodução/Medium)
  • O que era o G4 e como virou G3

O G4, grupo formado por Lucas, Juliette, Gilberto e Sarah, foi transformado em protagonista da edição 21 pelo público após diversos episódios de exclusão e desavenças. Sarah e Gilberto foram acusados de defender Lucas. Já Juliette foi excluída por não conseguir se comunicar com os outros participantes, chegando, inclusive, a sofrer preconceito de Karol Conká. O fato é que eles eram os principais alvos da casa, ao perceberem isso resolveram unir forças, o que foi bem visto pelo público que os adotou. Mesmo com a saída de Lucas da casa, o grupo continua unido, mas agora é chamado de G3. 

Sarah, Gilberto e Juliette forma o G3. (Foto: Reprodução/Twitter)
  • “A Lumena não autorizou” 

A psicóloga Lumana Aleluia virou meme nas redes sociais por julgar as atitudes, ações e modos de ser e jogar dos participantes da casa. Ela, inclusive, chegou a dizer o que Juliette deveria ou não vestir e a forma como se maquiar. Por toda essa postura e, por apontar constantemente os colegas, o público criou o meme “Lumena não autorizou” para dizer o que pode e não pode acontecer dentro e fora da casa. A brincadeira virou assunto no Jornal RJ2, transmitido à noite no Rio de Janeiro, para falar sobre aglomerações de carnaval na cidade. 

O meme foi destaque no Jornal RJ2, do Rio de Janeiro. (Foto: Reprodução/Twitter)
  • As “plantas” do BBB 21

Em todas as edições há participantes que não se destacam tanto nas primeiras semanas. Como é o caso da atriz Carla Diaz; da criadora de conteúdo, Camilla de Lucas; do professor João Luiz; da cantora Pocah; e da dentista Thais Braz – uma das apostas dos editores do programa antes de começar esta edição -. Os participantes receberam esse apelido dos próprios participantes e do público por não participarem muito do jogo. Pocah até virou meme nas redes sociais por passar o dia dormindo, o que fez o apresentador do programa Tiago Leifert avisar durante o programa ao vivo: “quem dorme não joga”. 

A cantora Pocah virou meme por dormir demais na casa. (Foto: Reprodução/PopLine)

OUÇA O PODCAST >> MT Cast #26: reality show, redes sociais e marketing  

  • Quebra do “gabinete do ódio

Com um mês de confinamento o público já deixou claro o seu desejo: eliminar todos os membros do “gabinete do ódio”. O primeiro eliminado do grupo foi o comediante Nego Di, que saiu com recorde de rejeição no Brasil, ou seja, 98,76% dos votos diante da berlinda com Fiuk e Sarah. A saída do brother fez o grupo se dispersar e repensar as atitudes dentro do jogo. Lumena, por exemplo, tem adotado uma postura mais “paz e amor”, enquanto Projota tem se aliado cada vez mais a Arthur e os “bastiões”: Caio e Rodolfo. 

Nego Di e Karol Conká. (Foto: Divulgação/Rede Globo)

Karol Conká também tentou mudar o jogo, mas já era tarde demais. A imagem da sister está desgastada com a opinião pública. Ao sair da casa no último dia 23 de fevereiro, com 99,17% dos votos, ela bateu o recorde de rejeição do reality global, e o de Nego Di. A saída da rapper já era esperada, já que ela se tornou a vilã dessa edição, e foi muito comemorada pelos fãs do programa nas redes sociais. Por outro lado, a Rede Globo também teve um momento histórico. Segundo dados prévios do Kantar Media Ibope, ao longo do programa que eliminou a rapper, a emissora teve uma média de 37,7 pontos de audiência, com picos de 40 pontos. O BBB não alcançava números tão altos desde 2010.

  • Acidentes na prova do líder 

Durante a prova do líder realizada no último dia (18), que consagrou Sarah como a quarta líder da edição, Caio e Arthur sofreram acidentes graves. O fazendeiro foi o primeiro a sentir dor no pé após uma torção já na primeira rodada da prova. O diagnóstico veio depois de exames e raio-x: fratura no osso, que requer uso de meditação, tala imobilizadora e descanso. A expectativa é que ele fique dessa forma por oito semanas, caso não melhore em uma semana, será obrigado a deixar o reality para realizar uma cirurgia. 

Arthur também se machucou durante a prova. (Foto: Reprodução/Metrópoles).

Já Arthur sofreu uma lesão no ombro direito e precisou ser encaminhado para um hospital após o final do programa ao vivo. Ao voltar para a casa, por volta de 5h da manhã, ele deu detalhes do ocorrido em conversa com os brothers. Ele contou que o ombro foi colocado no lugar depois dos medicamentos conseguirem reduzir o inchaço. Após realizar exames, os médicos informaram que ele precisará ficar com o braço imobilizado por cerca de duas semanas. 

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE