Felipe Rocha e Paulinha Sampaio receberam, na última terça (4), um grupo seleto de convidados no Restaurante Cavalieri para uma noite de degustação na companhia de Victoria Sarro, embaixadora das marcas de champagne Perrier Jouet, G. H. Mumm e Cognac Martell no Brasil.

Durante o encontro, a expert apresentou uma seleção especial de cinco rótulos exclusivos: as champagnes Perrier-Jouët Belle Epoque Brut 2011, Perrier-Jouët Grand Brut, G.H.MUMM Cordon Rouge Brut e os conhaques Cognac Martell VSOP e Cognac Martell XO. Entre uma taça e outra, os convidados se deliciaram com o menu harmonizado preparado pelo Cavalieri.

Segundo Victoria, contar a história das bebidas é contar um pouco da trajetória da casa de champagne Perrier-Jouët. Fundada em 1811, na região de Champagne, na França, a maison foi fundada pelo casal Nicolas Perrier e Adelaide Jouet. “Essa maison tem todo o meu coração. Ela trabalha com romantismo e arte. São 209 anos de história, e ela surgiu a partir da história de amor de um jovem casal, Pierre-Nicolas Perrier e Adélaide Jouët, dois apaixonados por arte e champagne”.

A degustação das champagnes começou com o Perrier-Jouët Grand Brut. Com menos adição de açúcar, este foi o primeiro champagne grand brut do mundo. Logo após, o público experimentou o Perrier Jouët Belle Epoque Brut 2011, eleito pela princesa Grace de Mônaco como seu champagne favorito. De acordo com Victoria, a edição limitada faz referência à Belle Epoque, uma época de grande efervescência social na França. A garrafa é adornada com pinturas à mão de anêmonas japonesas e faz parte da edição Luminus, que possui uma tecnologia responsável por iluminar a bebida.

Produzido a partir das uvas Pinot Noir, Pinot Meunier e Chardonnay, o G.H. MUMM Cordon Rouge Brut é um rótulo criado através de técnica especial de Pierre-Nicolas Perrier e Adélaide Jouët, por isso hoje faz parte do DNA da marca. A bebida, conforme nos explicou Victoria, é produzida pela família alemã Mumm, superconsagrada por suas vinícolas no país europeu. Victoria explica ainda o significado do nome. “Por que chama Cordão Vermelho? Napoleão Bonaparte fazia uma festa que chamava Honraria Francesa para presentear vencedores de guerra com uma faixa vermelha. Quando ficou sabendo da premiação, o fundador da casa, George Hermann, declarou que gostaria de simbolizar isso na sua garrafa de champagne”.

Já os conhaques Cognac Martell XO e VSOP (Very Special Old Pale) pertencem à Martell, a mais antiga e nobre das grandes casas de conhaque, criada em 1715 por Jean Martell. Todos as bebidas da marca são feitas com uvas selecionadas de quatro das mais finas áreas de cultivo e são destiladas com um método de dupla destilação nos alambiques de cobre tradicionais. O VSOP é o conhaque mais popular da marca, com cor âmbar dourado e aroma levemente adocicado e floral. Já o XO é um conhaque maduro supremo, envelhecido por um período entre 40 e 45 anos.

Veja fotos do encontro:

>> LEIA MAIS: Victoria Sarro comanda sunset degustação no Hotel Gran Marquise