A Tapera das Artes celebra 35 anos de fundação com a inauguração do Serenata Café e Creperia, o primeiro negócio social idealizado pela associação. O espaço faz parte de um grande polo cultural que está sendo desenvolvido no local, em Aquiraz, que também contará com uma luteria e outros equipamentos.

A inauguração oficial da cafeteria acontece neste sábado (12) e contará também com a já tradicional apresentação do projeto Encontro Mestre & Aprendiz. Nesta edição, o concerto ficará com conta dos músicos Adelson Viana e Nonato Luiz, acompanhados pela orquestra formada por estudantes da associação.

Além de um espaço de lazer para os moradores da região e alunos da Tapera das Artes, o Serenata Café e Creperia também funcionará como uma fonte de renda alternativa para a instituição e também para os familiares das crianças atendidas no local. “O espaço também é para gerar renda familiar. Quase todas as meninas que trabalham aqui tem crianças que estão aqui”, declarou Ritelza Cabral, idealizadora do Tapera das Artes.

“O conceito do café é fazer com que as pessoas viajem pelo universo da história da nossa própria cultura”, enfatiza.

Sabores Perdidos

A atração principal da cafeteria é a linha de crepes “Sabores Perdidos“, assinado por Nilza Mendonça. Autodidata, a chef explora sabores desconhecidos e algumas vezes menosprezados da região em seus pratos.

“Durante dez anos, eu percorri todo o Ceará e nisso eu vi muita coisa que tinha na minha mesa, mas não estava sendo usado”, declara dona Nilza. Ela ainda completa: “Outras coisas vieram também da curiosidade dos meus alunos, que tinham vontade de saber o que era possível fazer com os produtos cultivados no próprio quintal”.

O cardápio especial “Sabores Perdidos” possui dez tipos de crepes, incluindo salgados e doces, como crepe de palmito de mandacaru com cream cheese coento e cebola; de jaca com azeite de dendê, tomate e cebola; queijo coalho com melaço de rapadura; algas marinhas e calda de chocolate; entre outros.

Confira as fotos do Serenata Café e Creperia, por Eri Nunes: