Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Alexandre Pereira e Bruna Waleska falam sobre paixão pelo ciclismo

16 maio 2021 | Lifestyle

Por Redação

O titular da Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor), Alexandre Pereira contou ser adepto do ciclismo desde garoto. (Foto: Arquivo pessoal)

Uma das atividades físicas mais praticadas no mundo, o ciclismo é a paixão do secretário de Turismo de Fortaleza (Setfor), Alexandre Pereira, e da empresária Bruna Waleska. E não é para menos, já que além de esporte a atividade é também uma forma de lazer e de locomoção. Os entusiastas da prática garantem que andar de bicicleta proporciona uma sensação única de liberdade. Você faz parte do time que ama andar de bicicleta por Fortaleza? Confira entrevista exclusiva com quem também é apaixonado pelo esporte e sente seus benefícios diariamente.

LEIA MAIS >> Alexandre Pereira anuncia investimento de R$ 13 mi para a promoção turística de Fortaleza

Andréa Bezz conta o que aprendeu viajando de bike pelo interior do Ceará

A pedalada é obrigatória para o secretário Alexandre Pereira aos fins de semana. Ele conta ser adepto do ciclismo desde garoto e utiliza uma bicicleta em estilo mountain bike, para fazer passeios em toda categoria de terreno. 

“Sempre tive minha bike, e utilizo aos fins de semana. Às vezes, vou até à Praia de Iracema ou Praia do Futuro, tomo um banho de mar e volto. Faz parte da minha vida”, destaca. Para quem quer iniciar no movimento ciclista e conhecer Fortaleza de bicicleta, ele ressalta que a cidade dispõe de diversas experiências para os moradores.

O secretário Alexandre Pereira costuma pedalar aos fins de semana com amigos. (Foto: Arquivo pessoal)

“A cidade quando é boa para os moradores se torna boa para qualquer turista. E essa vibe da bicicleta está cada vez mais presente na cultura de Fortaleza, inclusive, a secretaria de Turismo tem investido e incentivado roteiros para serem feitos de bicicleta”, destaca. O titular da Setfor defende que a cultura ciclística da Capital já é forte a ponto de estimular os turistas que visitam a cidade a curtir rotas em duas rodas. 

“Normalmente os turistas gostam de fazer o que os moradores gostam, por isso, também, nossas barracas de praia são tão amadas, é uma tradição nossa enquanto fortalezenses. O costume de pedalar é muito importante para a cidade, mas, também, para o turismo. É uma política pública importante”, avalia. 

Bem-estar

O ato de pedalar também pode ser visto como benefício para a saúde mental e bem-estar. Quem defende é a empresária Bruna Waleska, que costuma praticar o esporte com o marido, Rodrigo Frota, e amigos. “Para mim, pedalar é estar em movimento. Gera prazer e sensação de bem-estar, além de aliar a prática de exercícios físicos, e proporcionar, muitas vezes, o contato direto com a natureza”, disse ela ao Site MT

Em Terra na Veia, Maranguape com o marido, Rodrigo Frota, e amigos. (Foto: Arquivo pessoal)

LEIA TAMBÉM >> Ceará receberá a maior feira de turismo da América Latina

Ceará é o único estado do Nordeste a vacinar atletas olímpicos

Bruna Waleska e Rodrigo Frota apostam em rotas por todo o Ceará. (Foto: Arquivo pessoal)

No Ceará, ela aposta em passeios pela Beira-Mar, Parque do Cocó, Terra na Veio, trilha localizada em Maranguape, e na Serra de Guaramiranga. Para quem quer iniciar no esporte, a empresária afirma que a sensação de bem-estar é garantida. “É um esporte democrático, para toda a família, para todas as idades. Existem várias modalidades e uma deve agradar a você. A dica é levar sua bike para onde quiser, porque é um esporte para se sentir bem e livre. É uma sensação maravilhosa nesse momento de pandemia”. 

Conquistas

Segundo Alexandre Pereira, durante a gestão do prefeito Roberto Cláudio, a Capital cearense avançou na área do ciclismo, se tornando uma referência em ciclovias e ciclofaixas em todo o Brasil. Nessa perspectiva, Fortaleza vem incentivando o uso da bicicleta como meio de transporte desde 2013, quando existiam apenas 68km de malha cicloviária na cidade. Hoje, o município conta com 364,9 km de rede cicloviária, um acréscimo de cerca de 436%

“Quando o movimento ciclista começou na cidade, as pessoas não apostavam, criticavam, julgavam que o clima de Fortaleza não ajudava. Mas o Bicicletar [projeto de Compartilhamento de Bicicletas em parceria entre a Prefeitura de Fortaleza, a Unimed e as empresas Samba/Serttel e Mobilicidade], se tornou uma realidade, e as pessoas começaram a se movimentar mais de bicicleta, o que tornou a Capital uma nova versão de mobilidade urbana”.  

Segundo o secretário Alexandre Pereira, o Programa de Expansão da Malha Cicloviária em Fortaleza tem atuação constante. (Foto: Divulgação)

Segundo o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária, com mais de 50% dos habitantes morando a menos de 300 metros de alguma ciclovia ou ciclofaixa. “Virou um costume andar de bicicleta na cidade, especialmente aos domingos. Isso se deve, não apenas, às ciclovias, mas, também, às ciclofaixas que a Prefeitura coloca. A cidade fica lotada de famílias passeando. Esse é o papel do poder público, induzir a boa prática, e a população abraça”, comemorou o secretário. 

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE