logo
PUBLIEDITORIAL

Café para todos os gostos: como escolher a bebida ideal

Por Redação
Café para todos os gostos: como escolher a bebida ideal
Com opções que vão desde um simples expresso até bebidas elaboradas como o Caramelo Macchiato, os diversos tipos de café fazem sucesso entre pessoas de todas as idades (Foto: Reprodução/Unsplash)

Além do arroz e feijão, o café é um dos alimentos mais consumidos entre os brasileiros, de acordo com a Análise de Consumo Alimentar pessoal no Brasil, baseada na Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) 2017-2018, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Vale destacar que, no nordeste, o consumo do café é mais frequente do que nas demais regiões do país, com exceção do norte.

LEIA MAIS >> Márcia Travessoni ensina receita de gin tônica especial 

Como fazer um churrasco de frango perfeito; veja dicas

A consultora de Gastronomia do Senac Ceará, Vanessa Santos, afirma que o café faz parte da cultura alimentar do estado. Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Ceará (Sebrae-CE), na década de 50, o cultivo do Café de Sombra era bem representativo na economia do Maciço de Baturité e o Estado chegou até a exportar café orgânico certificado. Hoje, famílias tradicionais retomam os negócios na área, como o Sítio São Roque e sua marca Atelier 1913, que traz a expertise de quem produz café artesanalmente há quatro gerações e é referência no mercado. Dos de origem local às cápsulas de marcas internacionais, não faltam opções aos apreciadores da bebida.

No Café Senac, entre as mais pedidas pelos clientes estão as bebidas à base de café. A barista, Sandy Souza, diz que o carro-chefe é o Caramelo Macchiato, que leva leite vaporizado, caramelo toffee, café e um toque de canela. No Nutelover, ao café é agregado leite vaporizado e creme de avelã com cacau, sendo finalizado com chantilly de baunilha e canela em pó. “Além do sabor, a apresentação das nossas bebidas, são uma atração a mais”, garante.

Entre as bebidas geladas, se destaca o Frappuccino. O Tradicional é feito com café, leite, açúcar e chantilly de baunilha, mas no Café Senac também há as opções com Doce de Leite, com Chantilly de Cacau (Frappuccino Brigadeiro) e a versão vegana (Frapuccino Veg), com café, leite de amêndoas e mel. 

LEIA TAMBÉM >> Márcia Travessoni compartilha receita de família que aprendeu com a avó materna 

Gil Santos ensina receita de peixe assado tradicional da Taíba 

No menu não pode faltar o café preto. “Aqui nós trabalhamos com blends Premium da Reserva da Família, 100% arábico e com pontuação máxima, vindos de conceituadas regiões em produção: Morgiana Paulista e Cerrado Mineiro, sendo que esse último ainda tem a opção orgânica”, explica Sandy. 

Feitos com grãos orgânicos, os cafés coados ou filtrados, são indicados para quem prefere bebidas mais suaves. Ao utilizar esse método de preparo, os grãos dão mais respostas nas características e propriedades. Apesar de lançar mão de maquinário, “esses têm o gosto do cafezinho feito em casa”, garante a barista.

Para quem não abre mão da intensidade do expresso, no Café Senac esse sai nos três grãos. Acompanha um petit four doce e água com gás, para limpar e aguçar as papilas gustativas. Pode ser servido com leite (Café Latte) e compõe também o Cappuccino Tradicional – junto com o leite vaporizado, chocolate em pó e canela; e o Café com Leite Vegano – com leite vegetal vaporizado e mel de rapadura. “Para realçar ainda mais o sabor e o aroma, o grão é moído na hora do preparo”, conclui a barista.

Veja também