Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Associação Anjo São Rafael lança campanha para compra de 100 capacetes Elmos

9 mar 2021 | Notícias

Por Redação

A Associação Anjo São Rafael e o grupo de amigos Bacuras Solidário lançaram uma ação solidária a fim de comprar 100 capacetes Elmos que serão doados para o Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns Neumann (Hospital da Mulher de Fortaleza), o Hospital Geral de Fortaleza (HGF) e o Hospital do Coração de Messejana. A campanha surge em meio ao agravamento da segunda onda de infecções pela Covid-19, que no Ceará passa de 450 mil casos confirmados e chega a mais de 11 mil mortes. 

LEIA MAIS >> Governo do Ceará amplia cadastramento da vacinação contra Covid-19 para todos os grupos prioritários

Capacete de respiração assistida desenvolvido no Ceará começa a ser testado em hospital 

De acordo com o presidente da entidade filantrópica Associação Anjo São Rafael, Fernando Dantas, a ação surgiu após membros da instituição perceberem uma maior demanda pelo dispositivo em três unidades de saúde de Fortaleza: Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns Neumann (Hospital da Mulher de Fortaleza); Hospital Geral de Fortaleza (HGF); e Hospital do Coração de Messejana, que receberão os capacetes Elmos. 

“Aos sábados nos reunimos para entregar refeições em pontos da cidade, em um deles percebemos que a maior dificuldade dos hospitais públicos é a falta do equipamento, que traz maior conforto para o paciente e, muitas vezes, ele não precisa passar pela intubação. A gente percebeu que a arrecadação do dinheiro e a doação é uma forma de amenizar o sofrimento de quem passa por essa doença”, conta Fernando.

Segundo dados da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), o Elmo reduz em até 60% a necessidade de internações em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). (Foto: Divulgação)

Doe

De acordo com ele, cada Elmo custa cerca de R$ 1 mil. “Já conseguimos dinheiro para a compra de 40 equipamentos, mas a meta é entregarmos 100 unidades até o fim da próxima semana”. É possível doar qualquer valor para a compra do equipamento pela instituição. Para doar é necessário realizar uma transferência via PIX para o CNJP 33.817.882/0001-31 ou depositar o valor desejado na conta: Banco Itaú – 341, agência 3821, conta 59.999-8. 

Parceria público-privada

O Elmo é um capacete de respiração assistida não-invasivo genuinamente cearense. O equipamento inovador tem sido um grande aliado no tratamento de pacientes com insuficiência respiratória aguda hipoxêmica por Covid-19. Segundo dados da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), o Elmo reduz em até 60% a necessidade de internações em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). O dispositivo trata quadro clínico moderado e também auxilia casos em início de gravidade.

LEIA TAMBÉM >> Camilo Santana visita laboratório para negociar vacina em Brasília

Camilo anuncia auxílio de R$ 1 mil para profissionais do setor de eventos

Fruto de uma força tarefa público-privada de combate à crise sanitária, o Elmo foi idealizado em abril de 2020, quando a pandemia do novo coronavírus já contava com números alarmantes no Brasil. Em torno da iniciativa uniram-se a Escola de Saúde Pública do Ceará, a Secretaria de Saúde do Estado, a Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científica e Tecnológico (Funcap), a Universidade Federal do Ceará (UFC), a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/CE), a Fundação Edson Queiroz e a Esmaltec, empresa do Grupo Edson Queiroz

Desde outubro de 2020, o equipamento recebeu autorização da Anvisa para ser fabricado e comercializado. Além disso, desde dezembro, mais de 500 capacetes já foram produzidos e doados, em uma parceria entre a Fiec e a Esmaltec, que ficou responsável pela produção e venda em larga escala. Até o momento, cerca de 100 Elmos foram doados pelas instituições para instituições públicas de saúde de todo o Ceará. No entanto, devido ao aumento significativo de casos e da demanda crescente de atendimento é preciso de mais unidades. 

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE