Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Governo do Ceará deve investir U$ 6,95 bilhões em usina de hidrogênio verde

7 jul 2021 | Notícias

Por Redação

O objetivo do projeto é produzir hidrogênio verde – considerado o combustível verde do futuro – de forma massiva regionalmente. (Foto: Divulgação)

Em cerimônia transmitida nas plataformas digitais, na terça-feira (5), o  governador do Ceará, Camilo Santana, assinou memorando de entendimento entre o Governo do Estado e a multinacional Qair Brasil para o desenvolvimento de planta de produção de hidrogênio verde com energia elétrica gerada através do Complexo Eólico Marítimo Dragão do Mar e de um parque de energia eólica no mar. O investimento total previsto é de US$ 6,95 bilhões, com geração de mais de 2 mil empregos durante a construção das plantas e 600 empregos diretos quando da plena operação dos projetos.

LEIA MAIS >> Camilo Santana assina memorando de entendimento para instalação da Usina de Itataia

Maia Júnior detalha o que é hidrogênio verde e porque ele é promissor no Ceará

“Estamos falando aqui do combustível do futuro, com a eletrólise da água somado com a energia solar, teremos o hidrogênio verde, uma energia limpa a ser exportada para a Europa e outros países. E que deve substituir os combustíveis fósseis no futuro. Aqui o Ceará partiu na frente e criou um grupo de estudo com a Fiec, para atrair investimentos. Esse projeto da Qair é um investimento de quase 7 bilhões de dólares, que vai permitir descentralizar e que vai estimular a produção de energia renovável por todo o interior do Ceará”, explicou.

O investimento de US$ 6,95 bilhões será dividido em: US$ 3,95 bilhões para a planta de produção de hidrogênio verde e US$ 3 bilhões para o parque de energia eólica offshore (dentro do mar).

Na ocasião, estiveram presentes a vice-governadora Izolda Cela; o presidente da Qair Brasil, Armando Leite Mendes de Abreu; o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Ricardo Cavalcante; o reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC), Cândido Albuquerque; o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Júnior; o secretário dos Recursos Hídricos (SRH); Francisco Teixeira; o secretário do Meio Ambiente (Sema), Artur Bruno, além de outros secretários e representantes da Qair Brasil.

Hidrogênio verde

Considerado o maior vetor de energia limpa do futuro, o hidrogênio verde é a grande aposta da Qair Brasil no Ceará. A empresa tem interesse em realizar a implantação de um parque de geração de energia eólica com capacidade instalada de 1.216 GW, a ser localizada na plataforma continental da costa de Acaraú-Ceará. O projeto contemplará também o desenvolvimento de uma planta de eletrólise com capacidade de 2.240 MW, para produção de hidrogênio verde de cerca de 296 mil toneladas ao ano, localizada no hub de hidrogênio verde, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

Com isso, a empresa multinacional com sede no Ceará está envolvida no projeto que, a partir de 2023, produzirá, armazenará, transportará e comercializará o hidrogênio verde. Com os objetivos de produzir hidrogênio verde regional de maneira massiva, e industrial para obter o melhor preço; desenvolver uma oferta de serviços adaptados para atender às necessidades de caminhões, barcos e trens; desenvolver um projeto em consulta com autoridades eleitas, populações locais e atores industriais locais para garantir o sucesso ideal; promover um ciclo energético totalmente virtuoso: energia renovável eletricidade e hidrogênio verde.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE