logo

Governo do Estado investe mais de R$ 13 mi em bolsas de iniciação científica e pós-doutorado

Por Redação
Governo do Estado investe mais de R$ 13 mi em bolsas de iniciação científica e pós-doutorado
O anúncio foi feito pelo governador do Ceará, Camilo Santana, em solenidade no Palácio da Abolição, transmitido nas plataformas digitais, nesta quarta-feira (4). (Foto: Reprodução/Twitter)

O Governo do Estado oficializou investimento de R$ 13.1 milhões, que serão destinados a 1.100 bolsas de iniciação científica e 17 bolsas de pós-doutorado. O anúncio foi feito pelo governador Camilo Santana, em solenidade no Palácio da Abolição, transmitida nas plataformas digitais, nesta quarta-feira (4), com a presença do titular da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superiores do Ceará (Secitece), Inácio Arruda, e do diretor científico da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), Luiz Drude de Lacerda.

LEIA MAIS >> Camilo Santana assina ordem de serviço para construção da Casa da Mulher Cearense em Sobral

Camilo e Onélia Santana entregam Praça Mais Infância de Juazeiro do Norte

Os investimentos são em bolsas de Iniciação Científica (IC) e de Pós-Doutorado para as Instituições de Ensino Superior (IES) do Ceará, públicas e particulares, por meio da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), vinculada a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superiores do Ceará (Secitece).

Segundo o Chefe do executivo estadual, as bolsas serão distribuídas entre as seguintes Instituições de Ensino Superior cearense: Universidade Estadual do Ceará (UECE), 244 bolsas; a Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA), 72 bolsas; a Universidade Regional do Cariri (URCA), 193 bolsas; a Universidade Federal do Ceará, 235 bolsas; a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), 73 bolsas; a Universidade de Fortaleza (Unifor), 80 bolsas; e o restante das bolsas se divide entre institutos parceiros, centros de ciências e tecnologia como a Fiocruz, Embrapa, entre outras instituições de ensino privado do Estado, frisou o governador Camilo Santana. 

Governador Camilo Santana. (Foto: Reprodução/Twitter)

O investimento, conforme o governador, também visa descentralizar a pesquisa científica no Estado. Na ocasião, ele lembrou que inicialmente 100% da bolsas de pesquisa da Funcap eram concentradas na Capital, Fortaleza. Por isso a distribuição das bolsas, ressaltou ele, entre estudantes e universidades de todo o Ceará, inclusive, no interior do Estado. “Essas bolsas auxiliam e estimulam os alunos que vem do interior a usar os laboratórios e a pesquisar”, defendeu ele. 

“O Brasil precisa enxergar a importância de investir em ciência, tecnologia e educação. O país só se torna soberano, só avança do ponto de vista do seu desenvolvimento, e se torna menos dependente tecnologicamente do mundo inteiro quando investe e produz conhecimento e inovação. E nós estamos cada vez mais, aqui no Ceará, avançando e ampliando os nossos investimentos através da nossa Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, a Funcap”, declarou Camilo Santana. 

De acordo com os editais, os valores das bolsas variam entre R$ 400 para iniciação científica, com duração de 12 meses, e R$ 5.000,00 para pós-doutorado, por um período de 12 meses. É possível acompanhar a liberação dos editais, bem como mais informações no site oficial da Funcap. 

Veja também