Intercâmbio promovido pelo Rotary leva jovens para conhecer culturas de outros países

Por Bruno Brandão
Intercâmbio promovido pelo Rotary leva jovens para conhecer culturas de outros países

Além de promover ações que visam ajudar ao próximo, o Rotary, organização governamental sem fins lucrativos presente em mais de 217 países no mundo, tem um programa de intercâmbio que leva diversos jovens para conhecer outras culturas. Com previsão de abertura de um novo edital para maio deste ano, O projeto já beneficiou diversos participantes enviados através por meio do Distrito 4490, que compreende Ceará, Piauí e Maranhão, e deve lançar o edital para uma nova turma em maio deste ano.

LEIA MAIS >> Maria Vital faz balanço de ações e conquistas do Distrito 4490 do Rotary Internacional em 2019

Rotary: Conheça a instituição que busca melhorar a sociedade através do serviço humanitário

Segundo a chair Ceará, Sâmia Militão, membro da comissão de intercâmbio do Distrito 4490, o objetivo vai além do ensino de um novo idioma, e visa contribuir para a projeção de um novo olhar educacional e cultural na formação dos estudantes.

Todos os inbounds e outbounds 19/20. Acima do lado esquerdo, em pé, o chairman Ehrlich Cordão (PI), Samia Militão (chair Ceará) e Simone Lopes (PI)

“É uma maneira que a gente encontra de favorecer o entendimento e a compreensão entre os povos. Queremos que os jovens que participam vivenciem experiências em outros países em termos de educação, cultura e treinamento em outra língua estrangeira. Porém, lembrando que nossa intenção não é o idioma, mas sim a cultura”, explica Sâmia.

Como participar

O intercâmbio cultural dura cerca de um ano e recebe jovens entre 15 e 17 anos. Atualmente existe parceria com os Estados Unidos, Canadá, México, França, Dinamarca, Eslováquia, Itália, Alemanha, entre outros. A lista deve ganhar, em breve, novos países parceiros.

Ela detalha as etapas do processo de seleção no intercâmbio, que começa pelo direcionamento de algum clube rotariano. “No clube de Rotary é feita a seleção em cinco etapas: a primeira é a analise do histórico escolar; depois, entrevista com o candidato sobre como ele reagiria em algumas situações; também entrevistamos os pais dos candidatos; e tem ainda uma redação manuscrita sobre o interesse em fazer o intercâmbio. Por fim, um parecer de maturidade socioemocional, feito por um psicólogo”, lista Sâmia.

Encontro dos Inbounds (intercambistas estrangeiros que chegam ao Brasil), os outbounds (estudantes brasileiros que vão para o exterior) e Comissão Distrital de Intercâmbio com a Governadora do Distrito 4490, Maria Vital

Normalmente a viagem acontece em julho, com início das aulas em agosto, viajando cerca de dez meses. O estudante fica hospedado em casas de famílias treinadas e selecionadas pelo Rotary.

“É um dos intercâmbios mais baratos que existe, além da segurança do nome do Rotary. Temos quatro D’s fundamentais: no driving (não dirigir), no drinking (não beber), no dating (não namorar) e no drugs (não se drogar)”, informa a responsável pelo programa.

Para mais informações sobre onde encontrar os 24 clubes do Rotary em Fortaleza basta acessar o site do programa.

Fotos: Divulgação

Veja também