logo

Pets ajudam a equilibrar a saúde mental no isolamento

Por Jacqueline Nóbrega
Pets ajudam a equilibrar a saúde mental no isolamento
A nutricionista Mirella Rocha tem 7 cães e 1 gato e garante que a presença deles é terapêutica Fotos: Arquivo pessoal

Um estudo realizado pela Universidade de Azabu, no Japão, mostra que quando donos de animais olham nos olhos dos seus pets, eles recebem picos de ocitocina, conhecida como o hormônio da felicidade. Por isso, os especialistas acreditam que cães e gatos podem ser verdadeiros aliados no combate à ansiedade, estresse e solidão, e mais do que nunca recomenda-se a companhia deles no cenário de pandemia.

A nutricionista Mirella Rocha, que tem 7 cães e 1 gato em casa, reforça a importância dos bichinhos para a saúde mental em meio ao turbilhão que o mundo vive. “Durante esse período de isolamento social é impressionante a contribuição deles para o bem-estar de todos, pois fica mais fácil manter nossa saúde mental quando estamos cercados de amor e quando dividimos os cuidados entre todos”.

LEIA MAIS >> Em isolamento, personalidades compartilham registros fofos com os pets

Saiba como escolher o estofado ideal para casa com pets

No Instagram, ela encanta ao publicar vídeos dos animais, sempre interagindo com toda a família. “Os pets são também uma forma de diversão, sabem como ninguém nos fazer rir com suas traquinagens. Ter animais de estimação é terapêutico, faz de qualquer casa um verdadeiro lar”.

A nutricionista sempre compartilha momentos especiais dos bichinhos de animação com a família Foto: Reprodução/Instagram

A fashion designer Gabriela Fiuza também mantém uma relação de muita proximidade com o cachorro de estimação, um Golden Retriever chamado Bart. Ela conta que tem notado ele mais feliz pelo fato dela estar mais tempo em casa, devido às medidas de isolamento social. “Somos muito ligados e quando eu saía e não o levava, ele passava o dia na porta do elevador me esperando”.

“Ao mesmo tempo que um pouco ansioso pela redução dos passeios e atividades ao ar livre, noto ele se aconchegando o tempo todo à mim”, completa.

A empresária Raquel Macêdo é mais uma que tem notado a diferença que ter um bichinho em casa faz, principalmente em meio à pandemia. “O Brunello brinca muito com nossas filhas… Corre, pula e faz elas gastarem mais energia! E ele, como pet, está adorando todos nós em casa dando mais carinho e atenção a ele”.

Processo de inquietação

Kenzo é o pet de Wayne Moreira. Ela relata que ele ficou alegre por ter a família toda em casa, mas ao mesmo tempo iniciou um processo de inquietação e estresse devido à falta de passeios e treinamento. “Assim como são os humanos são os pets”, conta.

No entanto, ela achou uma alternativa: “O que tem nos ajudado muito nessa travessia foi eu ter resolvido ensinar alguns comandos para ele“.

A atriz Dani Gondim tem dois cachorros, a Luna e o Lobo. A dupla, inclusive, tem um perfil do Instagram em que ela compartilha fotos fofíssimas dos dois! Ela reforça que os bichinhos estão amando a presença da dona constantemente em casa, assim como têm sido companheiros essenciais para ela atravessar o momento de pandemia.

Veja também