Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Publieditorial

Porque o teste RT-PCR é o mais indicado para identificar a Covid-19

16 mar 2021 | Notícias

Por Redação

O teste mais sensível para diagnosticar a Covid-19 é o RT-PCR (Foto: Igor Dantas)

O aumento do número de casos de Covid-19 no Ceará tem fomentado muita preocupação e ansiedade na população. Durante a pandemia, é essencial cumprir o isolamento social e, assim, evitar a propagação do vírus. É neste momento também que mais dúvidas surgem sobre a testagem para identificar o coronavírus.

LEIA MAIS >> Ceará abre cadastro de vacinação para pessoas a partir de 18 anos

Associação Anjo São Rafael lança campanha para compra de 100 capacetes Elmos

Segundo a farmacêutica Renata Eleutério, doutora em Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos, existem três principais tipos de testes para Covid-19: RT-PCR, sorológico e os testes rápidos. 

Conforme a especialista, para receber o diagnóstico efetivo sobre a Covid-19, o teste mais sensível é o RT-PCR. “A técnica de RT-PCR possui fases de purificação e amplificação, o que confere maior sensibilidade ao método. Os testes realizados em farmácia são menos sensíveis que o RT-PCR”, ressalta Renata, que é também responsável pelo setor de biologia molecular do Laboratório Professor Eleutério.

“A diferença está no método [de análise]. No teste rápido de antígeno se busca uma porção que seria do vírus. No PCR, faz-se uma purificação e amplificação e, mesmo que tenha pouca quantidade devírus, será detectada. A sensibilidade é super alta”, reforça a farmacêutica.

Tempo de sintomas

No caso do RT-PCR, que identifica o vírus, o ideal é que o teste seja realizado a partir do terceiro dia desde o início dos sintomas.

Já o teste sorológico é um exame que deve ser realizado na segunda semana de sintomas, quando a quantidade de vírus diminui progressivamente e o indivíduo produz anticorpos contra ele – e são exatamente os anticorpos que serão identificados neste tipo de exame (IgG e IgM).

Quanto aos testes rápidos, existem dois tipos: um deles detecta o antígeno, ou seja, o vírus; e o outro detecta a presença de anticorpos IgG e IgM, devendo, portanto, ser realizado após duas semanas de contato com o vírus.

Segundo Renata Eleutério, o teste RT-PCR é considerado padrão ouro pela alta sensibilidade na detecção do vírus. (Foto: Voir Imagem)

A farmacêutica aponta que o método PCR detecta porções muito específicas do vírus. “É um teste padrão ouro por ser mais específico – detecta três porções do vírus – e mais sensível. Ele é recomendado também para pessoas que vão viajar ou passar por uma cirurgia”, destaca. 

Coleta e análise

A coleta de material para RT-PCR é indicada, pela maioria dos médicos, a partir do terceiro dia desde o início dos sintomas da Covid-19. A amostra é coletada pelo swab, uma espécie de cotonete alongado que é inserido no nariz ou na garganta, e em seguida é transportada em tubos. 

“As amostras são inseridas em uma máquina automatizada e, após as fases da reação, uma leitura será realizada na máquina da RT-PCR. Os gráficos trazem dados para serem interpretados pela equipe responsável, que vai dizer se houve ou não a detecção das porções específicas do SARS-CoV-2”, detalha Renata.

No Laboratório Professor Eleutério, o resultado do RT-PCR é divulgado no mesmo dia em que o exame é realizado. “Consideramos pouco tempo, levando em conta a complexidade e acurácia da reação”, pontua. O teste pode ser feito mediante agendamento, pelo WhatsApp (85) 9198-5334, e com a possibilidade de coleta via drive-thru.  Mais informações podem ser consultadas no Instagram do Laboratório.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE