logo

Rebeca Sampaio cria campanha que alerta sobre aumento da violência doméstica

Por Jacqueline Nóbrega
Rebeca Sampaio cria campanha que alerta sobre aumento da violência doméstica
A campanha "Unas" reúne mulheres, entre atriz e influenciadoras, que chamam a atenção para o aumento da violência doméstica durante a pandemia Foto: Reprodução/Instagram

Em abril deste ano, a ONU Mulheres divulgou um relatório no qual afirma que a crise da Covid-19 fez com quem a violência doméstica aumentasse no mundo. Ambientes familiares que já eram violentos antes da pandemia ficaram mais agressivos diante da falta de dinheiro e do convívio em tempo integral dentro de casa. Ciente dessa situação, a cearense Rebeca Sampaio resolveu promover uma campanha, por meio da marca que leva seu nome, para conscientizar a população da realidade.

Com a ajuda de uma amiga roteirista ela criou a “Unas“, que consiste em um vídeo em que atrizes e influenciadoras chamam a atenção para o aumento da violência doméstica. A produção tem a participação das cearenses Paulinha Sampaio, Lillyan Di Carlly e Duda Riedel, e reúne ainda Zezé Motta, Cinara Leal, Dandara Mariana, Georgiana Goes, Kesia Estácio, Maria João Bastos, Mayte Piragibe, Micaela Goes, Rosanne Mulholland e a cantora Zanna.

LEIA MAIS >> Costanza Pascolato participa de live com Márcia Travessoni

Artistas cearenses partilham experiências e redescobertas durante o isolamento

Uma em cada 3 mulheres do nosso País já sofreram abuso por parte de seu parceiro, por um parente ou de alguém próximo”, alerta a campanha criada por Rebeca Sampaio.

Para ajudar na causa, parte da renda arrecadada com a venda das peças da marca de Rebeca será doada ao lar temporário Casa Abrigo Lar da Mulher, no Rio de Janeiro, onde ela reside atualmente. “Escolhi essa instituição por ser muito séria e para dar continuidade com ações presenciais de ajuda a essas mulheres. Passei por todo um processo para ser aceita como parceira”, justifica.

Parte da renda arrecadada com a venda das peças da marca de Rebeca Sampaio será doada ao lar temporário Casa Abrigo Lar da Mulher, no Rio de Janeiro Foto: Arquivo pessoal

Desdobramento

A ação com o vídeo, aponta a designer cearense, é apenas uma parte da campanha “Unas”. “Essa primeira ação é para a conscientização do problema, e para falar que existe esse tipo de abrigo, o que muita gente às vezes nem sabe. A violência doméstica é um problema mundial, e eu escolhi essa instituição por estar perto de mim. Mas o projeto vai além. Sei que o Ceará também tem abrigos que recebem essas mulheres, e futuramente pretendemos estender para o maior número possível de lugares”, reforça.

A conscientização, acrescenta Rebeca, visa não apenas resolver o problema no presente, mas acabar com a cultura da violência doméstica nas gerações futuras. “É muito importante incluir essa temática, além de várias outras que ainda não são abordadas, no ensino de crianças e jovens. O mais importante é criarmos cidadãos conscientes para podermos realmente dar um basta”.

Assista ao vídeo da campanha

https://www.instagram.com/p/CAls5BLHDhz/

Veja também