Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Ricardo Cavalcante projeta parceria sobre spray anti-Covid feito em Israel

17 mar 2021 | Notícias

Por Redação

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Ricardo Cavalcante, se reuniu com líderes do Brasil e de Israel, na última quinta-feira (11), para tratar assuntos relevantes de combate à Covid -19, entre eles, a vacina e o uso de um spray nasal que está apresentando excelentes resultados no tratamento da doença em pacientes israelenses.

LEIA MAIS >> Ricardo Cavalcante assume presidência da Associação Nordeste Forte e revela otimismo para o mandato

Ricardo Cavalcante e Maurício Filizola articulam parceria para fortalecer a economia cearense

“Israel é um país com tecnologia avançadíssima. Nós, da Federação, temos um trabalho de muito tempo com o país e com o professor Rafi Bar-el, que está desenvolvendo isso. A ideia da Fiec junto com a Universidade Federal [do Ceará] é trazer o produto para o Brasil, e consequentemente para o Ceará, quando ele estiver pronto”, afirmou Ricardo. Segundo ele, o encontro foi positivo e estará em contato direto com os participantes da reunião para possíveis negociações sobre o spray.

No encontro virtual, estiveram presentes o embaixador de Israel, Yossi Avraham Shelley, o Reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC), José Cândido Bittencourt, o Pró-Reitor de Relações Internacionais e Desenvolvimento Institucional, Augusto T. de Albuquerque e o professor da Ben-Gurion University, Rafi Bar-el.

A reunião virtual aconteceu na quinta-feira (11) (Foto: Divulgação)

Durante a reunião, o governo israelense apresentou os bons resultados que o país está alcançando no combate ao novo coronavírus. Sobre o spray nasal, foi exposto que todos os 30 pacientes que estavam intubados e fizeram uso da substância, tiveram melhora em três ou quatro dias e saíram da situação de intubação.

Publicidade

VEJA TAMBÉM

Publicidade

PUBLICIDADE