Saiba como deve ser feita a higienização dos condomínios durante a pandemia

Por Redação
Saiba como deve ser feita a higienização dos condomínios durante a pandemia
Conheça as normas e cuidados de administradores e moradores de condomínio (Foto: iStock)

Devido ao coronavírus, muitas pessoas têm optado por ficar em casa e intensificado as medidas de higienização. Para quem mora em condomínios, no entanto, é preciso redobrar os cuidados com elevadores e demais áreas comuns, afinal de contas esses ambientes acumulam vírus e bactérias com muita facilidade. O especialista em segurança Jonas Alves, consultor da Castelo Borges Segurança, compartilhou com o Site MT algumas dicas sobre a maneira certa de higienizar estes espaços em momentos de crise.

Em primeiro lugar, deve-se garantir a proteção e o treinamento da equipe de profissionais escalada para realizar o procedimento. O treinamento envolve orientações sobre quais produtos devem ser aplicados e onde eles são necessários, afinal de contas nem todas as áreas precisam de higienização. “Somente as áreas comuns, como fechaduras, trancas, área de lobbys, elevadores, todo local onde as pessoas podem tocar e receber visitas”, exemplifica Jonas. Além disso, o ideal é que os funcionários baseiem o trabalho diário em um sistema de check-list, evitando assim possíveis descuidos.

LEIA MAIS >> Como se prevenir do coronavírus sem entrar em pânico

Dicas para manter a produtividade no home office durante o surto do novo coronavírus

Em relação à segurança, todos os profissionais devem estar devidamente portando equipamentos de proteção individual (EPIs), como botas, aventais impermeáveis e luvas. Com o advento da pandemia, Jonas explica que as exigências ficaram mais rigorosas e, em alguns casos, se recomenda o uso de máscaras. “Eles só podem fazer segurança se tiverem segurança”, justifica. 

Botões de elevadores estão entre as áreas que devem ser receber forte higienização (Foto: iStock)

Uma vez feita a higienização, deve-se repeti-la diversas vezes ao longo do dia. “Quanto maior a área de circulação, maior será o número de vezes que os colaboradores irão repassar os produtos nestas áreas”, avalia Jonas.

Para maximizar a higienização, aponta ele, a colaboração dos moradores é essencial. Está chegando em casa? Antes de sair do carro e entrar no elevador, que tal passar um álcool gel nas mãos? Não faz mal a ninguém e garante a segurança de todos. Jonas defende também que o morador mantenha produtos de higienização pessoal em casa. “Cada pessoa tem que ter uma reserva em casa. Eu recomendo que, em todas as áreas do condomínio, se coloque um display de álcool gel para as pessoas. Mas o recomendável é que as pessoas façam essa higienização dentro do próprio carro”.

Positivo para conoravírus

Se, em algum momento, for confirmado um caso do novo coronavírus no seu condomínio, como se proteger? “O condomínio deverá dispor de um plano de emergência, haja vista, que se fará necessário não só mais treinamento, mas também a participação de cada morador”, alerta Jonas Alves.

Caso a pessoa infectada esteja em quarentena, a higienização deve ser estendida para o hall do apartamento ou até mesmo o andar inteiro.

Veja também