logo

Ticiana De Francesco fala sobre especialização no Canadá com oftalmologista renomado

Por Redação
Ticiana De Francesco fala sobre especialização no Canadá com oftalmologista renomado
Ticiana De Francesco fala sobre a especialização que fez na Universidade de Toronto orientada pelo renomado Dr. Ike Ahmed (Foto: Arquivo Pessoal)

Desde criança, Ticiana De Francesco sonhava com a medicina. Impulsionada por sua mãe, a médica oftalmologista Rosângela De Francesco, a jovem cearense não só tornou-se médica como também escolheu trabalhar cuidando da visão dos pacientes. Hoje, Ticiana é especialista em cirurgia de glaucoma e acaba de retornar ao País após ser a primeira representante brasileira no programa Felloswhip de Glaucoma e Cirurgia de Segmento Anterior Avançado na Universidade de Toronto, no Canadá. Lá, ela teve a oportunidade de trabalhar com o renomado oftalmologista Dr. Ike Ahmed, reconhecido como um dos cirurgiões oculares complexos mais experientes do mundo, pioneiro das Cirurgias Micro-invasivas de Glaucoma (MIGS).

Ao Site MT, a médica fala sobre o processo seletivo e as experiências que trouxe na bagagem. “Durante o fellowship (subespecialização) em Glaucoma na Universidade Estadual de Campinas, tive a inspiração de buscar algo ainda mais avançado no exterior. Após um extenso e competitivo período de seleção, fui escolhida para integrar o felloswhip no Canadá. Foi nessa jornada que eu descobri que ‘nada é impossível’ e que devemos acreditar nos nossos sonhos”, diz.

LEIA MAIS >> Cearense Odara Fernandes é clicada pela Vogue em Londres

De pai para filhos: Aristófanes Canamary e a família de oftalmologistas

“Um dos meus grandes desejos profissionais e humanitários é participar de expedições voluntárias que levem medicina especializada, principalmente atendimento cirúrgico, às populações que têm dificuldade de acesso a cirurgias oftalmológicas”,

afirma Ticiana De Francesco
Ticiana De Francesco na Universidade de Toronto (Foto: Arquivo Pessoal)

Em 2019, ela começou a aprender e trabalhar com o Dr. Ike Ahmed. “Eu me sinto muito honrada em ter sido a primeira brasileira a ter realizado esse fellowship com preceptores tão renomados. Foi uma experiência muito enriquecedora no âmbito profissional e pessoal. Acredito que com o treinamento e experiência adquiridos, poderei contribuir com o desenvolvimento profissional dos meus colegas médicos e beneficiar pacientes”, comenta.

Ticiana De Francesco (Foto: Arquivo Pessoal)

No exterior, Ticiana teve a oportunidade de desenvolver pesquisas e atender pacientes de várias partes do mundo. “Realizei um grande número de cirurgias micro-invasivas de glaucoma com implantação de stents para diminuir a pressão do olho e cirurgias reconstrutoras em pacientes que sofreram traumas oculares. As pesquisas, principalmente na área cirúrgica, faziam parte do nosso dia a dia e pretendo manter a ponte com a universidade para dar continuidade a esses projetos”, conta.

Avanço na tecnologia

O glaucoma é uma doença ocular progressiva que, se não tratada, pode causar baixa visual ou até mesmo cegueira. Segundo Ticiana De Francesco, as cirurgias tradicionais para tratar a condição, apesar de muito efetivas, ainda apresentam taxas significativas de complicações.

Ticiana De Francesco (Foto: Arquivo Pessoal)

“Nos últimos anos, houve uma revolução nas cirurgias de glaucoma com a implementação das cirurgias micro-invasivas que são conhecidas pelo seu baixo risco de complicação e uma recuperação pós-operatória. Na minha concepção, as MIGS não vieram para substituir ou eliminar as cirurgias tradicionais, mas sim para ser uma opção de procedimento cirúrgico adicional para o glaucoma”, pondera.

“Devemos ter consciência que nem todo paciente tem indicação de realizar a cirurgia micro-invasiva e, em muitos casos, ainda temos que realizar a cirurgia de glaucoma tradicional”, orienta.


Veja também