Mário Queiroz orienta projetos de novos designers sobre moda pós-pandemia

Por Redação
Mário Queiroz orienta projetos de novos designers sobre moda pós-pandemia
Estilista, consultor e empresário desenvolveu o projeto #FiqueemCasaeCrie, realizado em 40 dias, com 19 novos designers de moda, entre eles, um cearense, de Fortaleza. (Foto: Alex Cursino)

O estilista, consultor, designer de moda e empresário Mário Queiroz lançou um projeto com o objetivo de apresentar gratuitamente o método de criação a 19 talentos de cidades do Brasil, entre elas Fortaleza, no Ceará, e de Portugal. O #FiqueemCasaeCrie, feito em 40 dias, na internet, resultou em peças que serão apresentadas pós-pandemia da Covid-19.

De acordo com o orientador, no fim de março ele postou um vídeo se colocando à disposição para contribuir para que a quarentena fosse produtiva para os designers de moda. O retorno, diz, foi imediato, e 19 propostas de diferentes segmentos e públicos foram escolhidas.

LEIA MAIS >> Gabriel Baquit se inspira no Ceará para criar moda

Designer cearense desenvolve peças feitas à mão para nomes como Anitta e Luísa Sonza

O designer de moda, a fim de pôr em prática o método de criação, propôs o desafio da elaboração de um projeto de coleção voltada a um futuro próximo pós-pandemia da Covid-19. No dia 10 de junho, os participantes apresentaram os projetos.

“Consegui passar o meu método de criação. É impressionante como estes novos designers de moda conseguiram desenvolver todas as etapas e ainda projetar coleções realmente inovadoras. Fico muito feliz em ter contribuído com esses grandes talentos e poder apresentá-los”, explica Mário Queiroz.

Natural de Fortaleza, no Ceará, o designer de moda Maurício Alexandre criou a coleção “Devir”, que visa integrar os corpos masculinos e femininos

“Heráclito diz que todas as coisas movem-se e nada permanece imóvel. E, ao comparar os seres com a corrente de um rio, afirma que não poderia entrar duas vezes em um mesmo rio. Fazendo uma relação com o que estamos vivendo: levando em conta que nós já não seremos os mesmos de antes e nem voltaremos a ser, pensando a metáfora do rio”, relata o participante cearense, Maurício Alexandre.

Também natural de Fortaleza, no Ceará, o designer de moda Ever Saldanha propôs a coleção “Tempo e Memória”, inspirado na obra de Salvador Dali

LEIA MAIS >> ‘Vamos lutar pelo que é nosso’, diz Cláudio Silveira sobre a moda local em live com Márcia Travessoni

A moda agora é upcycling: conheça três marcas cearenses que adotam a prática sustentável

‘Padrão de beleza’

O resultado, destaca Mário Queiroz, pode ser considerado como um painel da nova moda dentro do contexto atual. O orientador aponta que muitas das propostas são voltadas para todos os gêneros, e há uma preocupação em novas formas e volumes apontando um desejo de um novo corpo fora do que até então era constituído como padrão de beleza.

Todo o acompanhamento foi digital confirmando também um novo rumo para os trabalhos daqui para frente. Os 19 designers de moda estão apresentando todo o processo de elaboração e resultado final nas redes sociais, e o orientador divulgará o vencedor pela internet.

Confira outras peças:

CLÓVIS (O Pierrô carioca) – Os mascarados do carnaval numa visão de reencontros, memória afetiva e comunicação, por Luan Matheus (SP)
CYBERCANGAÇO – Os cangaceiros como símbolos de resistência ao estado autoritário vigente não só no sertão e nas ruas mas também no cyberespaço, por Pedro Hermano (DF)
Mundo Flutuante e a importância do espaço vazio, por Yumi (PR)
“Calma!”, por Natana Oliveira (Guimarães, Portugal)

Veja também