logo

Oito receitas de chá para melhorar o humor e relaxar

Por Tainã Maciel
Oito receitas de chá para melhorar o humor e relaxar
Escolha o tipo ideal de chá para sua rotina e mood do dia (Foto: Divulgação)

Você tem o hábito de tomar chá? Além de dar aquela sensação gostosa, quase um “abraço” no estômago e no peito, a prática pode gerar benefícios para o corpo e a mente. O Site MT listou oito tipos para você fazer em casa e presentear-se com um momento – talvez diário – de relaxamento. A terapeuta Ayurveda Euclícia Queiroz de Holanda afirma que parte das propriedades medicinais do chá estão relacionadas ao contato direto com a erva.

“Quando vamos utilizar um produto cosmético ou alimentar, estamos consumindo algo que contém a erva, mas também substâncias extras, que nem sempre são benéficas para nossa saúde. Por exemplo, um creme clareador à base de camomila. O chá, ao contrário, não contém aditivos extras, por isso tende a ser mais suave e com pouco ou nenhum efeito colateral”, afirma a terapeuta.

LEIA MAIS >> Cinco passos para fazer a própria horta em casa

L’Ô Restaurante sorteia jantar romântico em casa para o Dia dos Namorados

via GIPHY

Os chás, além de naturais, são baratos, fáceis de fazer, “ajudam na compulsão alimentar e, se consumido quente ou morno, auxilia no funcionamento dos intestinos”, afirma Euclícia.

Consumo

Cada chá tem sua particularidade. Alguns fazem mais efeito em jejum, outros após as refeições ou durante o período da noite. Você pode se organizar, de modo geral, da seguinte forma: escolha dois momentos do seu dia para o consumo, com essas orientações da terapeuta em mente:

Em jejum: dê preferência aos chás de alimentos frescos (não secos, nem em pó). Sugestões: chá de limão, chá de hortelã ou chá de gengibre com hortelã.

Manhã: caso você tenha preferência por algo que lhe estimule, esse é um bom horário. Sugestões: café, chá verde, chá preto ou chá de gengibre.

Tarde: após o almoço cai muito bem um chá digestivo. A partir das 14h, evite ou retire os estimulantes. Sugestões: erva-doce, boldo, capim-limão, hortelã ou lavanda.

Noite: prefira chás calmantes que irão lhe preparar para o sono. Chás digestivos também são bem-vindos nesse horário. Sugestões: erva-cidreira, camomila, lavanda, erva-doce, boldo, alfavaca ou manjericão.

Já escolheu a melhor opção para sua rotina? Hora de aprender o passo a passo de acordo com o seu mood.

Acalmar (ansiedade):

Chá de erva-cidreira (ou melissa) e chá de valeriana
– 250 ml de água fervida;
– após desligar o fogo, adicione uma colher de chá da erva seca;
– tampe e deixe por 10 min, no máximo 15 min;
– coe e beba ainda morno.
Obs: evite adoçar, pois o açúcar é um estimulante, pode prejudicar os efeitos do chá.

Chá de valeriana ajuda a controlar a ansiedade (Foto: Divulgação)

Melhorar o humor 

Chá de alecrim
– 250ml de água fervida;
– após desligar o fogo adicione uma colher de chá da erva seca ou fresca;  
– tampe e deixe por 10 min, no máximo 15 min;
– coe e beba ainda morno.
Obs: evite adoçar, pois o açúcar é um estimulante, pode prejudicar os efeitos do chá. 

Chá de sálvia
– 250ml de água fervida;
– após desligar o fogo, adicione uma colher de sopa da erva seca ou fresca;  
– tampe e deixe por 10 min, no máximo 15 min;
– coe e beba ainda morno.
Obs: evite adoçar, pois o açúcar é um estimulante, pode prejudicar os efeitos do chá. 

Chá de sálvia pode te ajudar naqueles dias de mal-humor (Foto: Divulgação)

Chá mate 
– 250ml de água fervida;
– após desligar o fogo adicione uma colher de chá da erva seca (se for em pó, leia as instruções do fabricante);
– tampe e deixe por 10 min, no máximo 15 min;
– coe, se necessário; 
– adicione as gotas de ½ limão;
– pode ser consumido morno ou levemente gelado;
– caso queira adoçar, opte por mel de abelha, mel de cana ou stevia.

Melhorar a digestão

Chá verde
– 250ml de água fervida;
– após desligar o fogo, adicione uma colher de chá da erva seca (se for em pó, leia as instruções do fabricante);
– tampe e deixe por 10 min, no máximo 15 min;
– coe, se necessário;
– pode ser consumido morno ou levemente gelado;
– caso queira adoçar, opte por açúcar mascavo, demerara ou stevia.

Dica de ouro: “adicione uma colher de chá de óleo de coco. Chá verde, chá preto e café são bebidas muito estimulantes, para evitar o pico desse estímulo e, posteriormente, a queda da energia, adicione um pouco de óleo de coco e misture bem (pode usar um mixer ou liquidificador), para que seu organismo o metabolize um pouco mais lentamente)”, orienta Euclícia.

Chá de gengibre com erva-doce
– 250ml de água fervida;  
– após desligar o fogo, adicione uma colher de chá de erva-doce e uma cabeça de dedo de gengibre descascada e ralada;
– tampe por 10 a 20 minutos;
– coe e consuma ainda quente.

“Você pode acrescentar pitadas de gengibre em pó em todos os chás que você fizer durante o dia. Isso estimula o funcionamento digestivo”, diz Euclícia Queiroz.

Chá de boldo 
– 500ml de água fervida;
– após desligar o fogo, adicione uma colher de sopa da erva fresca ou seca; 
– tampe por 10 min a 20 min;
– coe e consuma ainda morno ou em temperatura ambiente.

Fortalecer a imunidade

Chá de hortelã 
– 250ml de água fervida;
– após desligar o fogo, adicione uma colher de sopa da erva seca ou fresca;
– tampe por 10 min a 20 min;
– coe e consuma ainda quente;

Dica de ouro: para aumentar o potencial desse chá, consuma-o em jejum e dê preferência à erva fresca.

via GIPHY

Recomendações

Apesar dos inúmeros benefícios, o poder das ervas não pode ser subestimado. “As ervas são poderosas. Assim como nos traz benefícios em quantidade adequada, em excesso, podem causar malefícios. Por isso, caso você não saiba sobre as funções das ervas que tem em casa, faça um chá mais suave”, afirma a terapeuta.

“Escute o seu corpo, ele é o seu melhor guia, seu melhor médico e seu melhor professor”, aconselha Euclícia.

De acordo com Euclícia, é importante lembrar que, tão necessário quando introduzir na rotina aquilo que faz bem, é necessário retirar ou evitar aquilo que nos prejudica. “Lembre da filosofia de que menos é mais. Muitas vezes não se trata de adquirirmos várias coisas que nos fazem bem, mas de excluir algumas que nos fazem mal”.

Por exemplo, se você quer combater a ansiedade, além de consumir o chá indicado, “também diminua o consumo de estimulantes como café, chá preto, chá verde, refrigerantes e álcool. Já se quer dar um up na imunidade, consuma os chás indicados, mas também diminua o consumo de açúcares”, orienta.

Veja também