logo
X

Atividades para idosos preencherem o tempo ocioso na quarentena

Por Redação
Atividades para idosos preencherem o tempo ocioso na quarentena
Ocupar a mente em casa com pequenas atividades alivia o estresse e diminui angústias (Foto: iStock)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu os idosos no grupo de pessoas mais vulneráveis ao novo coronavírus, por isso a permanência dessa população em casa é essencial. Sem poder sair para uma caminhada no parque ou ir à igreja, por exemplo, os idosos agora precisam de novos hobbies para preencher o tempo ocioso. Com a ajuda da psicóloga e fundadora da Universidade Sem Fronteiras, Zilma Cavalcante, o Site MT traz uma série de atividades saudáveis e terapêuticas para fazer em casa. Confira as dicas:

  • Evite notícias alarmantes e mantenha contato

O ideal, segundo Zilma, é que pessoas com mais de 60 anos evitem passar muito tempo acompanhando noticiários, o que pode causar medo e angústia. Ela sugere que seja reservado um ou dois horários do dia para se atualizar sobre as notícias.

LEIA MAIS >> Saúde dos idosos requer mais cuidados durante isolamento

Dez exercícios para jovens e idosos fazerem em casa durante a quarentena

Na ausência de visitas, usar o celular para manter contato com a família e os amigos é muito importante. Seja por ligação ou videochamada, o mais importante é compartilhar afeto. “Na ligação, poderão trocar ideias interessantes sobre como estão fazendo para povoar a solidão de maneira inteligente, feliz e lúdica”, indica a profissional.

  • Ouça música

A música como ferramenta de equilíbrio emocional. Esta é a síntese da musicoterapia. “A musicoterapia age diretamente na região do cérebro que é responsável pelas emoções, gerando motivação, afetividade, aumento da produção de endorfina, o que proporciona a sensação de prazer e bem estar”, detalha Zilma.

Para enfrentar o momento de tensão atual, a psicóloga recomenda entreter os idosos com uma sessão de músicas clássicas, incentivando-os a relaxar o corpo e focar a atenção na respiração durante o processo.

Ouvir música pode ser uma atividade bem terapêutica (Foto: iStock)
  • Leia um livro

Que tal ler um romance? “Você fica tão apaixonada pela história e pela trama que envolve os personagens que esquece os problemas e passa a viajar e mergulhar de corpo e alma no espaço criativo do imaginário”, aponta Zilma.

As indicações dela são: “O amor nos tempos de cólera”, livro vencedor do Nobel de Literatura escrito por Gabriel García Márquez; e “A tenda vermelha”, best-seller de Anita Diamant.

  • Faça cursos online

Exercite a criatividade com os cursos online da Faber Castell. A empresa liberou várias aulas de desenho gratuitamente em sua plataforma virtual.

Outra dica é o blog Conviver e Conectar, que reúne um complicado de tutoriais para idosos que desejam aprender a usar as redes sociais.

No perfil da Casa do Saber no Youtube, foram liberados vários cursos, abordando temas desde arte e literatura a política e ciência.

Zilma adianta que, a partir da próxima semana, a Universidade Sem Fronteiras também irá disponibilizar diversos cursos rápidos no Instagram e no Facebook.

  • Invista nos trabalhos manuais

Crochê, bordado, tricô… o que não falta são atividades manuais para ocupar as mãos e, ainda por cima, presentear a família e os amigos após a quarentena.

Atividades manuais ocupam tempo ocioso (Foto: iStock)
  • Caminhe em casa

Pode parecer pouco, mas um simples exercício como fazer uma caminhada dentro de casa, entre uma atividade e outra, ajuda a acalmar o corpo e distrair a mente.

  • Cultive a espiritualidade

Cultivar momentos de espiritualidade, por meio da leitura da Bíblia ou de outro livro inspirador, faz bem para a mente. “Estou fazendo isto todos os dias, comecei pelo Gênesis e está sendo apaixonante a leitura. Estou descobrindo a evolução da história do povo escolhido por Deus”, diz Zilma.

Veja também