logo

Campanha Ceará Sem Racismo é finalista da 17ª edição do Prêmio Innovare

Por Redação
Campanha Ceará Sem Racismo é finalista da 17ª edição do Prêmio Innovare
Zelma Madeira, titular da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Igualdade Racial do Ceará (Foto: Divulgação)

A campanha Ceará sem Racismo – Respeite minha história, Respeite minha diversidade” foi anunciada como uma das 12 finalistas do Prêmio Innovare 2020, premiação nacional que reconhece iniciativas que contribuem para o aperfeiçoamento da justiça e cidadania no Brasil. Idealizada em 2019 pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), a campanha foi escolhida entre 646 projetos de todo o País.

LEIA MAIS >> Expressões racistas que você precisa eliminar do vocabulário

Luta antirracista é responsabilidade de todos, defende Preto Zezé

“Estou feliz pelo reconhecimento do nosso trabalho. A campanha foi lançada em 2019 com o objetivo de desconstruir narrativas que apregoam a inexistência de negro/as e indígenas no Ceará, contribuindo para a criação da consciência de que o racismo é crime e existe de forma sistemática”, comemorou Zelma Madeira, professora universitária e titular da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Igualdade Racial (Ceppir), órgão vinculado à SPS que é responsável por executar a iniciativa.

Socorro França e Zelma Madeira (Foto: Divulgação)

Entre as personalidades homenageadas pela campanha, nomes como o do revolucionário Chico da Matilde, popularmente conhecido como Dragão do Mar; Cacique Daniel, indígena que lutou pela garantia dos direitos do povo da etnia Pitaguary; e Zumbi dos Palmares, líder quilombola reconhecido nacionalmente.

Para Socorro França, que está à frente da SPS, o reconhecimento apenas enfatiza a importância do combate ao racismo: “Essa conquista é resultado do empenho e comprometimento da equipe da Ceppir, que trabalhou incansavelmente, para levar a Campanha Ceará sem Racismo ao maior número de pessoas, convidando a todos para se comprometerem de fato nesta luta pela superação das diversas formas de discriminação racial e desconstrução de narrativas que apregoam a inexistência de negros e indígenas no Ceará”.

Alcance

A campanha Ceará sem Racismo percorreu 13 municípios do Estado, promovendo formações com gestores, movimentos sociais e servidores públicos sobre ações de enfrentamento ao racismo estrutural. As cidades receberam ainda assessoria para o fortalecimento e criação de conselhos de igualdade racial.

Foto: Divulgação

Segundo a SPS, 2.100 pessoas foram alcançadas pelo projeto, nos municípios de Fortaleza, Horizonte, Maracanaú, Aquiraz, Caucaia, Ocara, Palmácia, Jijoca de Jericoacoara, Sobral, Juazeiro do Norte, Pentecoste, Quiterianópolis e Icapuí. Durante a pandemia, a campanha se estendeu para a internet, alcançando 2.987 pessoas em 47 municípios do interior, por meio de lives e encontros virtuais.

“A nossa campanha é motivo de muito orgulho, pois fortalece a luta antirracista ao abrir oportunidade de reconhecimento aqueles que sofrem o racismo, ao tempo em que também dialoga com a sociedade como um todo para que entendam como o racismo estrutural nos afeta”, conclui a coordenadora Zelma Madeira.

O vencedor do Prêmio Innovare 2020 será anunciado no dia 1º de dezembro.

Veja também