logo

Beach Park focará nos turistas que iriam ao exterior, pontua CEO do empreendimento

Por Redação
Beach Park focará nos turistas que iriam ao exterior, pontua CEO do empreendimento
A digitalização dos processos efetuados foi acelerada em razão da pandemia para estar funcionando na reabertura do local, de acordo com Murilo Pascoal. (Foto: Divulgação)

O CEO do Beach Park Entretenimento, Murilo Pascoal, participou, na última quarta-feira (1°), do “Conexão Turismo – Uma Nova Era”, evento realizado pelo Visite Ceará e transmitido ao vivo pela internet. Na ocasião, ele informou que a ideia da empresa é focar no digital, e que a reabertura deve ocorrer primeiro local, depois regional e nacionalmente, e que o parque aquático terá como desafio atrair os turistas que iriam ao exterior.

De acordo com o CEO, a digitalização dos processos efetuados no Beach Park foi acelerada por causa da pandemia do novo coronavírus para já estar funcionando quando houver a reabertura do empreendimento. Os ingressos, explica, serão 100% digitais, assim como os cardápios dos restaurantes, para evitar o contato físico com o papel. No hotel, acrescenta, o check-in será feito pela internet, e as reservas de horários de alimentação serão pelo WhatsApp. O distanciamento social, acrescenta, será mantido.

LEIA MAIS >> Beach Park inicia campanha para doar 50 toneladas de alimentos e bebidas em Aquiraz

Beach Park é eleito terceiro melhor parque aquático das Américas

“Se essa pandemia estivesse acontecido há 10 anos, teríamos mais dificuldade, porque hoje em dia há ferramentas à disposição de todos nós. Isso vai ajudar e acelerar muita coisa”, pontua, considerando que a internet é essencial para o crescimento do turismo.

Murilo Pascoal destaca ainda que, com a retomada econômica, o empreendimento continuará adotando os protocolos de segurança necessários para evitar a proliferação do novo coronavírus. De início, a ideia é reabrir e atrair os consumidores locais, depois os regionais e os nacionais. Os internacionais, aponta, representam 5% da receita do empreendimento, o que, avalia o executivo, é algo positivo hoje em dia, quando as pessoas não estão fazendo viagens internacionais.

O empreendimento continuará adotando medidas preventivas para evitar a proliferação do novo coronavírus. (Foto: Divulgação)

Desafio

Em razão do câmbio alto, pelas dificuldades para fazer viagens internacionais, o CEO acredita que as empresas não tenham o que vender hoje em dia. Assim, conta, visando pegar os turistas que fazem viagens internacionais, o Beach Park tem falado com as operadores e as agências de viagens que apresentem o produto Beach Park e o estado como um todo.

“Acredito que haverá uma mudança nesse mercado e, nesse primeiro momento, imaginamos que esse dinheiro vai circular no turismo nacional, e o desafio é trazê-lo para o Ceará e para o Beach Park”, destaca o Murilo Pascoal, que salienta que em breve o parque aquático deve inaugurar a nova atração, importada, que já etá pronta.

Veja também