Como já comentei aqui no GALERIA, entre os dias 5 e 12 de maio, viajei a Nova York para participar do curso de “Novos negócios digitais na área do Jornalismo e da Comunicação”, realizado pela escola espanhola IESE Business School. Na Big Apple, tive a oportunidade de visitar a sede da Bloomberg, empresa global de informações financeiras e notícias qualificadas criada pelo ex-prefeito de NY, Michael Bloomberg, em 1981.

Comunicação tecnológica: painéis eletrônicos estão espalhados por todo o prédio

Definida como um “Terminal“, a companhia localizada no endereço 731 Lexington Ave oferece informações sobre mercado e ações para ajudar usuários no momento de se decidir acerca de investimentos. O que vi lá foram vários painéis espalhados pelas salas, onde os jornalistas e analistas acompanham, em tempo real, os principais índices econômicos do mundo. Esse terminal que era um computador, agora transformou-se em um software.

Que visão!

Hoje, a Bloomberg Terminal é utilizada por 325 mil corporações ao redor do globo e suas assinaturas são apenas uma das fontes de receita da empresa, que conta ainda com um portal; canais de TV nas Américas, Ásia e Europa; emissoras de rádio em diversas áreas dos EUA; além da revista Business Week, publicação com 6 edições internacionais, e ações de publicidade e eventos.

Portal da Bloomberg é um grande concentrador de informações

Em visita, aprendemos mais sobre como funciona o jornalismo financeiro na Bloomberg