Márcia Travessoni – Eventos, Lifestyle, Moda, Viagens e mais

Entre em contato conosco!

Anuncie no site!

Comercial:

comercial@marciatravessoni.com.br
Telefone: +55 (85) 3242 0333

Redação:

conteudo@marciatravessoni.com.br
conteudo1@marciatravessoni.com.br

Publieditorial

Francofonia: como países de língua francesa interagem culturalmente

31 jan 2021 | Notícias

Por Redação

Conjunto de mais de 80 países que têm em comum o uso, total ou parcial, da língua francesa, a francofonia serve como elo fortalecedor do idioma francês, quarto maior conjunto linguístico do mundo, à frente, inclusive, do português. Em entrevista à Plataforma MT, o diretor da Aliança Francesa Fortaleza, associação sem fins lucrativos que promove a língua e a cultura francesa há mais de 70 anos no Ceará, Marc Ellul, explica como esses países interagem culturalmente e fortalecem a francofonia.  

LEIA MAIS >> Aliança Francesa promove eventos que estimulam a imersão cultural no idioma francês

Por que é importante falar francês e como iniciar no idioma 

De acordo com Marc Ellul, aqueles que compartilham a francofonia são chamados de francófonos ou, em outras palavras, “pessoas que falam francês”. Visando promover a língua francesa e a diversidade cultural e linguística, além de promover a paz, a democracia, os direitos humanos e apoiar a educação, segundo o diretor, foi criada em 1970, a Organização Internacional da Francofonia (OIF)

“Para alguns países, o francês é a língua materna da grande maioria da população: França, com os seus departamentos e territórios ultramarinos; Quebeque, parte acadiana do Novo Brunswick, zona francófona de Ontário e de Manitoba, no Canadá; Região da Valónia e a maioria de Bruxelas na Bélgica; Suíça romanda; minoria de Jersey; Vale de Aosta; principado de Mônaco”. Já para outros, segundo Marc, o francês é a língua administrativa.

Diretor da Aliança Francesa Fortaleza, Marc Ellul. (Foto: Alex Campêlo)

“Uma segunda ou terceira língua, como na África subsariana, entre a qual a República Democrática do Congo, primeiro país francófono do mundo”, acrescenta ele. A francofonia, salienta Marc, afirma-se então como um lugar de respeito da diversidade linguística e cultural, e, para além, como elo fortalecer, em razão dos muitos países diferentes que falam a mesma língua. 

Conjunto de ações 

De acordo com Marc, a OIF desenvolve  uma série de ações a favor da língua francesa e da cooperação entre os seus membros. Ele aponta que desde 1986, data das primeiras cimeiras da Francofonia, a OIF gere ações técnicas e culturais a fim de difundir o idioma francês. 

“O seu campo de missões alargou-se em seguida a ações de cooperação multilateral, em conformidade com quatro grandes missões da Francofonia: a promoção da língua francesa e da diversidade cultural e linguística; a promoção da paz, da democracia e dos direitos humanos; apoio à educação, à formação, ao ensino superior e à investigação; desenvolvimento da cooperação ao serviço do desenvolvimento sustentável”, detalha.

LEIA AINDA >> Como planejar e fazer um intercâmbio na França

Saiba quais são os principais exames de proficiência em língua francesa 

Valor cultural 

A Aliança Francesa, segundo Marc, se junta à missão de difundir a língua e a cultura francesas, assim como as dos países francófonos. Para isso, explica, a instituição criou um novo método de aprendizagem, o DEFI. “Possibilita uma grande descoberta aos países francófonos. Além disso, o mês de março é o da Francofonia, portanto, muitas ações são realizadas em países francófonos. Este ano, a Aliança Francesa de Fortaleza homenageará a Bélgica”, adianta. 

Ele reforça que falar francês é uma “abertura para o mundo”, sendo assim a  francofonia é um espaço diversificado e muito culturalmente. “Por outro lado, também existe um interesse económico porque no Magrebe e na África Ocidental, a maior parte das transações comerciais são feitas em francês. Além disso, existem numerosos intercâmbios universitários e culturais entre os países francófonos”, finaliza.

VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE