logo

Renata Santiago é a primeira mulher a ocupar a presidência do Ibef Ceará

Por Redação
Renata Santiago é a primeira mulher a ocupar a presidência do Ibef Ceará
A trajetória de Renata Santiago no mundo das finanças tem 25 anos, com passagem por diversas empresas locais e nacionais (Foto: Alex Campêlo)

Renata Paula Santiago, diretora financeira da BSpar Incorporações e líder do Movimento Ibef Mulher, tem um novo desafio dentro do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef) do Ceará: assumir a presidência da instituição até 2023. A escolha foi unânime e foi realizada na última terça-feira (26). A executiva é a primeira mulher a ocupar o cargo da diretoria e inicia a gestão a partir do dia 1º de março, substituindo Luiz Antonio Trotta Miranda. “Eu me sinto muito feliz e sinto também que isso é um reflexo da competência das mulheres que, a cada dia, estão ocupando mais esses espaços”, ressalta.

LEIA MAIS >>> Dulce Pugliese se torna a mulher mais rica do Brasil pela primeira vez, segundo ranking da Forbes

Ricardo Cavalcante e Walter Cavalcante abordam ações de combate à pandemia em encontro na Fiec

A trajetória de Renata Santiago no mundo das finanças tem 25 anos, com passagem por diversas empresas locais e nacionais. O interesse pela área surgiu já no vestibular, quando decidiu escolher um curso relacionado com matemática, matéria que tinha habilidade na escola. A executiva se formou em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (UFC). “Eu comecei, durante a formação, a me interessar ainda mais por assuntos relacionados à economia. Ingressei em uma empresa local e, assim, me envolvi nas finanças”, conta. Em 2017, Renata foi convidada a participar do Ibef Ceará, atuando como líder do Movimento Ibef Mulher CE.

“Quando fui convidada para participar do Instituto, comecei a observar que existiam poucas mulheres participantes. Então, me veio a ideia de começar a incentivar a participação delas no Ibef. Porque o que a gente percebe é que o mercado de trabalho não é tão bem representado por mulheres, que elas têm dificuldade de se inserir nele, principalmente, devido a questões culturais que exigiam das mulheres os cuidados com a casa”, pontua. 

A executiva é a primeira mulher a ocupar o cargo da diretoria do Ibef, e inicia a gestão a partir do dia 1º de março (Foto: Alex Campêlo)

Como líder do Movimento Ibef Mulher, Renata buscou mais executivas no mercado local. Além disso, promoveu diversos eventos com depoimentos de mulheres da área para incentivar a presença feminina no mundo das finanças. “A entrada da mulher nesta área tem vários aspectos e requer sororidade, já que sabemos as dificuldades que a mulher tem e, principalmente, em um momento como esse, uma pandemia”, explica a presidente eleita.

“Eu entendo que as propostas ainda não são igualitárias para as mulheres, mas estamos a cada dia ocupando mais espaços e com muita competência. Desejo continuar com empenho nesse movimento ” , detalha.

Após assumir o cargo de presidente do Ibef, Renata não será mais a líder do Movimento Ibef Mulher, mas garante que outra executiva irá assumir o cargo e que ela continuará auxiliando no projeto.

Assinatura na presidência

Renata Santiago revela felicidade e empolgação para assumir a presidência do Ibef. “É uma forma de poder realizar e proporcionar muitas coisas de acordo com o que eu aprendi como executiva. Quero colocar mais luz em vários assuntos. O executivo precisa ter conhecimento comportamental, não só técnico”, destaca.

Em 2017, Renata foi convidada a participar do Ibef Ceará, atuando como líder do Movimento Ibef Mulher CE (Foto: Alex Campêlo)

De acordo com Renata, a assinatura dela na presidência do Ibef serão “os dois Cs”: conexão e conhecimento. “A conexão abre portas, proporciona oportunidades, assim como o conhecimento, que não deve ser apenas técnico, mas o conhecimento que adquirimos com as nossas relações”, declara. 

A partir do dia 1º de março, Renata Santiago deve ocupar duplamente o cargo de diretora, na BSpar e no Ibef. Contudo, para ela, o trabalho dobrado não será um problema. “Eu costumo dizer que quando a gente gosta, a gente se planeja e aprende a priorizar. E a gente tem muita parceria dentro da diretoria para cumprir nossas metas”, finaliza.

Veja também