logo

Raí Meirelles e Thiago Menezes compartilham roteiro de dez dias no interior da França

Por Bruno Brandão
Raí Meirelles e Thiago Menezes compartilham roteiro de dez dias no interior da França
Um imprevisto na programação resultou em uma imersão no interior francês para Raí e Thiago - Foto: Arquivo Pessoal

Um roteiro planejado, que mudou de rumo de última hora, resultou em uma viagem inesquecível para o cerimonialista Raí Meirelles e o estudante de Arquitetura Thiago Menezes. Com tudo pronto para viajar para Portugal, um imprevisto fez com que eles acrescentassem o interior da França nos planos da viagem que durou 23 dias.

No percurso, experiências únicas nas cidades de Lyon, ponto histórico da região francesa situado na junção dos rios Ródano e Saône; e Dijon. No passeio, eles puderam desfrutar do melhor da culinária e viver por alguns dias como verdadeiros lioneses.

LEIA MAIS >> Ticiana Rolim Queiroz revela experiência transcendental na Amazônia

Rebecca Bonorandi e Lucas Lobo cuidam de elefantes na Tailândia por um dia; veja detalhes

“Fizemos um roteiro apenas programado para Portugal, mas mudamos de ideia. Tenho uma amiga de infância, a Andréa Livet, que iria nos encontrar em Portugal, mas por alguns imprevistos ela informou que não conseguiria ir, com a notícia decidimos que iríamos para a França, precisamente em Lyon. Não ficamos em hotel e sim hospedados na casa dela, onde pudemos vivenciar o dia a dia como nativos”, explica Raí Meirelles.

Thiago e Raí ficaram encantados com as paisagens de Lyon – Foto: Arquivo Pessoal

Ele conta que bem próximo a residência onde estavam havia uma pâtisserie, local que era visita certa da dupla ao acordar. “Sempre comíamos um croissant fresco no café da manhã. Os pães da França são considerados os melhores. O roteiro nos proporcionou sair um pouco dessa rota turística”, relembra.

Foi em Lyon que Raí e Thiago visitaram o Restaurante L’impressionniste, de alta gastronomia, e degustaram pratos locais. “Aproveitamos o dia a dia de Lyon. É uma cidade muito rica gastronomicamente. É possível apreciar muito a culinária francesa. Os museus de Lyon e o zoológico da cidade são muito lindos também”, detalha.

Uma das pâtisserie visitadas por Raí e Thiago – Foto: Arquivo Pessoal
A bela passagem de Lyon com uma das igrejas da cidade ao fundo – Foto: Arquivo Pessoal
As vitrines com alguns doces franceses – Foto: Arquivo Pessoal
A gastronomia francesa foi um dos pontos mais explorados durante a viagem – Foto: Arquivo Pessoal

Encontros franceses

Durante a viagem, outra surpresa: Raí encontrou o amigo e chef francês Alain Tortosa, que o convidou para conhecer a cidade natal dele, Dijon, onde se originou a famosa mostarda homônima.

“Passeamos pela cidade com ele, que nos levou para conhecer a padaria Boulangerie pâtisserie Fremont, de Patrick Fremont, conhecemos toda a parte interna e fermentação dos pães. Também visitamos um restaurante local de um chef amigo do nosso anfitrião, uma experiência maravilhosa. Foi muito especial conhecer a cidade com alguém que é da cidade. A Europa conserva muito a história”, salienta.

Traços de Dijon

Apaixonado por arquitetura, Thiago Menezes revela que a viagem também serviu de inspiração para suas futuras criações. “Tudo inspira, desde a visita à Casa da Família Lumière em Lyon até Confluence com sua diversas intervenções retrofit e onde fica também o grande museu moderníssimo”, conta o estudante.

Catedral de Dijon – Foto: Arquivo Pessoal
Ruas com traços medievais em Dijon – Foto: Arquivo Pessoal

“Dijon é uma cidade de grande característica medieval que vem se desenvolvendo com pinceladas modernas para não perder suas características originais. Já Lyon, a segunda maior cidade da França se desenvolve marcada pela gastronomia, mobilidade, arte presente em toda a cidade e as famosas intervenções urbanas na região de Confluence”, descreve Thiago.

Patinetes

Um aspecto que chamou a atenção de Raí e Thiago foi o uso dos patinetes elétricos na cidade. “A Europa está vivendo o momento do patinete elétrico. É muito comum encontrar as pessoas usando como meio de transporte e lazer. Os turistas usam como diversão, mas os locais usam para se locomover de uma forma mais barata, moderna e menos poluente. Nós usamos bastante”, afirma.

Após essa experiência inesquecível, Raí deixa uma dica aos viajantes: “Sempre saia da rota turística e mergulhe no universo de cada local e região”.

Veja também