logo

Quem são os pré-candidatos à Prefeitura de Fortaleza em 2020

Por Redação
Quem são os pré-candidatos à Prefeitura de Fortaleza em 2020
O Site MT listou, em ordem alfabética, o nome dos postulantes com o objetivo de mostrar um pouco da trajetória dos que disputarão a cadeira de prefeito. (Foto: Divulgação)

A pandemia do novo coronavírus fez com que o calendário eleitoral fosse reformulado, ficando definido que em 15 e 29 de novembro (1° e 2° turno) os brasileiros irão às urnas decidir o nome dos vereadores e do prefeito que ficarão responsáveis pela gestão daquela cidade. Entre 31 de agosto e 16 de setembro ocorrem as convenções partidárias, quando cada legenda anunciará o nome do candidato que disputará a o cargo. O Site MT listou, em ordem alfabética, o nome dos pré-candidatos à Prefeitura de Fortaleza definidos pelas siglas, com o objetivo de mostrar um pouco da trajetória de cada um.

LEIA MAIS >> Sustentabilidade econômica e social devem caminhar juntas, diz filha de Luciana Temer

Ampliar políticas públicas é essencial para reduzir violência doméstica, avalia Ana Paula Holanda

Alexandre Pereira (Cidadania 23)

(Foto: Divulgação)

Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), o empresário e atual presidente estadual do Cidadania 23 atuou em diversas instituições. Foi secretário de Turismo de Fortaleza, de Parcerias Público-Privadas da cidade e também de Desenvolvimento Econômico do Ceará.

Anízio Melo (PCdoB)

(Foto: Divulgação)

Nascido no Rio de Janeiro, filho de pais nordestinos e residente em Fortaleza há 40 anos, é formado pela Uece e professor desde 1985. Militante da Pastoral da Juventude na época da Ditadura Militar, é defensor de uma educação pública de qualidade. À frente do Sindicato APEOC, conquistou reajustes salariais acima da inflação e da correção do piso para professores efetivos, temporários e aposentados.

Carlos Matos (PSDB)

(Foto: Divulgação)

Licenciado em Administração de Empresas pela Universidade de Fortaleza (Unifor), o empresário do setor de energia solar e de educação corporativa tem experiência com planejamento urbano e regional. Foi secretário de Agricultura do Estado do Ceará (1999-2006) e deputado estadual (2015-2019). Neste cargo, assumiu a presidência da Comissão de Desenvolvimento Regional, Recursos Hídricos, Minas e Pesca; da Frente Parlamentar de Combate ao Aedes aegypti; e da omissão Especial para acompanhar e monitorar o andamento das obras de Transposição do Rio São Francisco.

Célio Studart (PV)

(Foto: Divulgação)

O advogado filiou-se ao PV em 2010, tendo como as principais bandeiras a causa animal, meio ambiente e pessoas com algum tipo de deficiência. É idealizador do Movimento São Francisco (MSF) e fundador do Instituto Politizar, ONG de educação política. Célio Studart foi o vereador mais votado nas eleições de 2016, e o segundo candidato a deputado federal mais votado em 2018.

Élcio Batista (PSB)

(Foto: Divulgação)

Cientista social por formação, foi secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Estado do Ceará e chefe de Gabinete do Governador de 2015 a 2018. Experiente nos setores público e privado, atua, principalmente, em temas como inovação, tecnologia, desenvolvimento econômico, segurança pública, política, poder, opinião pública, etc. Desenvolve um trabalho focado no avanço socioeconômico pela via da inovação e da expansão do uso da tecnologia.

Ferruccio Feitosa (PDT)

(Foto: Divulgação)

O advogado e empresário fez parte da equipe do ex-governador Cid Gomes, na Secretaria do Esporte do Estado do Ceará (Sesporte). Esteve à frente da reforma da Arena Castelão, palco de jogos da Copa do Mundo de 2014, e do Centro de Formação Olímpica (CFO). Na gestão de Camilo Santana, presidiu a Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece) e, até junho, era o titular da Secretaria Regional II de Fortaleza.

Heitor Férrer (SD)

(Foto: Divulgação)

O médico foi vereador de Fortaleza quatro vezes seguidas (1989-2002) e está no quinto mandato como deputado estadual na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará. Em 2012, candidatou-se a prefeito da cidade, obtendo 262.365 votos – 20,97% dos votos válidos – ficando em terceiro lugar entre os 10 candidatos. Foi filiado ao Partido Democrático Trabalhista (PDT) de 1987 a 2015 e ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) de 2015 a 2018. Desde então, está no Solidariedade.

Heitor Freire (PSL)

(Foto: Divulgação)

Reconhecido por ser um líder conservador cearense, o empresário eleito deputado federal é atuante do Movimento Direita Ceará, que defende o combate a corrupção, valorizando a ética e a moral. Conservador nos costumes, mas com viés liberal na economia. É graduado em Administração pela Universidade Estadual de Framingham (Estados Unidos), pós-graduado em Finanças pela Escola de Finanças de Londres, mestrado em Administração e Controladoria pela Universidade de Wolverhampton (Inglaterra), mestrado em Comércio Exterior e acadêmico de Direito.

LEIA TAMBÉM >> Michel Temer defende entrosamento dos três Poderes para combater a pandemia e aprovar reformas estruturais

Aprovação de reformas estruturais é crucial para retomada econômica, pontua secretário do Tesouro Nacional

Idilvan Alencar (PDT)

(Foto: Divulgação)

Formado em Engenharia Civil pela Universidade de Fortaleza (Unifor), Idilvan Alencar foi titular da Secretaria de Educação do Estado do Ceará (Seduc). Em 2018, foi eleito deputado federal pelo PDT.

José Sarto (PDT)

(Foto: Divulgação)

Presidente da Assembleia Legislativa tem mais de 30 anos na política e está no sétimo mandato consecutivo como deputado estadual. Formado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC), foi líder do Governo na gestão de Cid Gomes e presidiu as comissões de Constituição Justiça e Redação e de Educação, além da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apurou fraudes no Seguro DPVAT. Já compôs a Mesa Diretora da Assembleia no biênio 2011/2012, como primeiro vice-presidente.

José Batista (PSTU)

(Foto: Divulgação)

O pedreiro começou a trabalhar nos canteiros de obras ainda jovem, quando tinha 16 anos de idade. Desde 1999 é dirigente das lutas dos operários da Construção Civil. Com uma trajetória ligada à defesa dos interesses da classe trabalhadora, se tornou membro da Executiva Nacional da Central Sindical e Popular Conlutas e coordenador estadual da mesma central.

Luizianne Lins (PT)

(Foto: Divulgação)

Foi vereadora de Fortaleza (1996), deputada estadual do Ceará (2002) e prefeita de Fortaleza por dois mandatos (2005-2012). Graduada em Jornalismo, é professora licenciada do curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Ceará (UFC). Após um período dedicada ao trabalho acadêmico, elegeu-se deputada federal e está no segundo mandato. Em todas as eleições proporcionais que disputou foi a mulher mais votada.

Paula Virgínia Colares (Unidade Popular pelo Socialismo)

(Foto: Divulgação)

Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), iniciou na militância aos 17 anos. Participou do movimento estudantil no colégio e na faculdade, quando lutou pelo voto paritário para as eleições para reitor, creche os filhos das universitárias e financiamento para assistência estudantil. Integra a Coordenação Nacional do Movimento de Mulheres Olga Benário, que luta pelos diretos das mulheres e contra a violência no estado.

Renato Roseno (Psol)

(Foto: Divulgação)

É advogado, servidor público e analista de políticas sociais. Há mais de 20 anos, atua em defesa dos direitos humanos, em especial de crianças e adolescentes, tendo participado de fóruns nacionais e internacionais sobre o tema. Com uma história construída na luta dos movimentos sociais, está no segundo mandato como deputado estadual pelo Psol. Atualmente, é presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa e relator do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência.

Salmito Filho (PDT)

(Foto: Divulgação)

O sociólogo e professor universitário atualmente é deputado estadual, sendo mais votado no Ceará e o mais votado em Fortaleza, entre os candidatos das siglas que apoiaram o governador Camilo Santana. Já foi vereador de Fortaleza por quatro mandatos titulares e presidente da Câmara Municipal de Fortaleza por três mandatos titulares. A educação dada aos filhos, garante, aponta rumos para a democracia, a liberdade de pensamento, a igualdade de direitos, justiça social e princípios cristãos.

Samuel Dias (PDT)

(Foto: Divulgação)

Engenheiro Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, tem experiência nas iniciativas pública e privada. Foi consultor na elaboração, coordenação e gerenciamento de projetos, como o de Integração do Rio São Francisco, Cinturão das Águas e do Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Já foi titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), na primeira gestão de Roberto Cláudio. Na segunda, foi convidado para ser secretário de Governo, passando a trabalhar lado a lado do prefeito.

Capitão Wagner (Pros)

(Foto: Divulgação)

Capitão da Polícia Militar e professor de cursinho, ingressou na vida pública em 2010, quando ocupou a cadeira eletiva de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará. Em 2012, recebeu 43.655 votos, sendo o candidato a vereador mais bem votado naquele pleito. Dois anos depois, foi eleito deputado estadual e, em 2016, disputou a Prefeitura de Fortaleza, indo para o segundo turno com o atual prefeito Roberto Cláudio. Atualmente, é deputado federal.

Veja também