logo
PUBLIEDITORIAL

Setor imobiliário tem perspectiva de mercado aquecido em 2020, avalia Fábio Albuquerque

Por Redação
Setor imobiliário tem perspectiva de mercado aquecido em 2020, avalia Fábio Albuquerque
Diretor de Incorporações da BSPar considera que os financiamentos imobiliários estão favoráveis, e que a tendência é ter taxas de juros mais baratas. (Foto: Alex Campêlo)

A redução de taxas de juros e o controle da inflação no Brasil provocaram um aumento no índice de confiança do consumidor, que subiu 8,9 pontos e chegou a 71 pontos, de acordo com a prévia de junho da Fundação Getúlio Vargas (FGV), mostrando, de acordo com o diretor de Incorporações da BS Par, Fábio Albuquerque, que o momento é oportuno para o setor imobiliário. O executivo pontua que a perspectiva do mercado hoje em dia é de que o segmento seja aquecido em 2020.

Conforme Fábio Albuquerque, a construção civil deve ser incentivada ainda mais pelo Governo Federal, porque, explica, é o setor que mais rápido emprega mão de obra. Hoje em dia, garante, os financiamentos imobiliários estão muito favoráveis, e a tendência é ter taxas de juros mais baratas para todas as classes sociais.

LEIA MAIS >> Jório da Escóssia inaugura nova clínica em área privilegiada do BS Design neste semestre

Bontempo confirma inauguração de loja boutique no BS Design neste ano

“Em 2020, o mercado de incorporações veio conquistando a confiança do consumidor com a redução das taxas de juros e o controle da inflação, e o imóvel se tornou atrativo. Foi um aquecimento de maneira extraordinária”, destaca, acrescentando que a Caixa Econômica Federal adicionou o Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e flexibilizou pagamentos de encargos, para incentivar as pessoas a comprar a casa própria.

Notando recordes de faturamento em janeiro e fevereiro, pontua Fábio Albuquerque, as companhias viram a pandemia estagnar as vendas. Ele assegura que a crise, no entanto, fez com que as empresas adiantassem a digitalização dos processos efetuados, fazendo o setor se transformar.

“Existem questões a serem superadas. Bancos e incorporadoras quebraram paradigmas, mas os cartórios ainda não estão fazendo isso. Esse momento chegará, e nós estamos preparados. O Brasil sairá dessa crise preparado para o crescimento“, considera.

BS Design

Durante a pandemia do novo coronavírus, afirma Fábio Albuquerque, o BS Design alcançou um número significativo de vendas das salas comerciais, que se compara às alcançadas nos dois primeiros meses de 2020, que tiveram uma demanda latente. “A procura é extraordinária, e nós estamos atendendo quase como no início do ano, sem a necessidade de conceder tantos descontos. Os clientes estão procurando produtos para investir, porque faz sentido agora sair do aluguel e comprar o imóvel agora“.

BS Design está localizado em uma das áreas mais privilegiadas de Fortaleza. (Foto: Divulgação)

Para o diretor de Incorporações da BSPar, a demanda por aluguel e venda das salas comerciais se dá por uma soma de fatores, entre eles a localização e a conveniência, bem como a diversidade de empresas que há no BS Design, fazendo com que este promova, além do status, um networking entre os que transitam no prédio.

LEIA TAMBÉM >> Beto Studart abre as portas de seu escritório no BS Design; confira imagens

Tasso Jereissati, Igor Queiroz e outras personalidades prestigiam Beto Studart em jantar; veja fotos

“Lógico que fomos afetados com a pandemia, e isso é natural, mas, embora não tenhamos aberto, o prédio oferece serviços como nenhum outro. As pessoas estão confiantes no setor imobiliário, pois existem muitas oportunidades atualmente, no fazer e no entregar para o cliente. Há uma gama de áreas que podem ser exploradas“, diz Fábio Albuquerque.

Veja também