logo

Relacionamento, empatia e segurança é o que fica, diz Renata Santos da BSPar

Por Redação
Relacionamento, empatia e segurança é o que fica, diz Renata Santos da BSPar
Diretora comercial da BSPar Incorporações, Renata Santos participou de live promovida pelo Lide Ceará nesta quinta-feira. (Foto: Divulgação)

Empresa do ramo da construção civil, a BSPar Incorporações está no grupo das atividades que já iniciou a retomada gradual no Ceará, seguindo a autorização do Governo do Estado, e vivenciando diversas mudanças nessa nova rotina. Além dos cuidados com a saúde dos colaboradores, o comportamento dos clientes e a forma de se relacionar com eles estão entre as mais evidentes e relevantes transformações, segundo a diretora comercial da empresa, Renata Santos. “Antes o corretor chegava e perguntava ‘Você tá procurando imóvel?’. Hoje ele chega e pergunta ‘Como vai você? Sua família tá bem? Você ainda tá na busca por imóvel?’. Eu acredito que relacionamento, empatia e segurança são as palavras do momento, e acredito que elas ficam”, defende.

A declaração da diretora aconteceu durante live promovida, na tarde desta quinta-feira (4), pelo Grupo de Líderes Empresariais do Ceará (Lide Ceará). No processo de retorno às atividades fora de casa, acrescenta Renata, a preocupação com a saúde dos colaboradores norteou os protocolos da empresa, que faz um monitoramento constante de cada funcionário. “Quando chego para trabalhar, me dirijo para a sala de saúde, lavo minhas mãos, medem a temperatura e oxigenação, saio OK e com pulseira. Depois do almoço, faço o mesmo procedimento antes de trabalhar. Quem não está se sentindo bem, fica em casa”, detalha.

LEIA MAIS >> Sistema educacional brasileiro precisa ser inovado no pós-crise, propõe Viviane Senna

Estratégia ideal é testar as pessoas e depois isolar, defende ex-diretor do Banco Central

Mesmo reconhecendo a importância do isolamento social rígido imposto na Capital, Renata reforça que especialmente no setor onde atua, a interação humana, mesmo com os devidos cuidados, faz diferença no negócio. “Não adianta ter grandes profissionais, cada um na sua casa, se o meu cliente quer ver apartamento. Tenho a ferramenta de tour virtual, mas não é a mesma coisa de ele ver o apartamento, a qualidade que a BSPar entrega, os ambientes que ele planeja, as experiências que ele vai ter naquele lugar”, justifica.

Aprendizado de empatia

O depoimento de Renata Santos foi reforçado, durante o encontro virtual, pelo publicitário Márcio Oliveira, head da agência RGA que atende clientes como Bradesco, Johnson&Johnson e Google. Segundo ele, a postura de empatia pode ser um dos maiores ganhos do contexto de pandemia. “Não que não tivéssemos, mas a empatia foi elevada ao nível que ela merece. Tem muito setor e muita empresa que não olha o mundo através dos olhos dos consumidores, e isso é o que estamos precisando fazer nesse momento”, argumentou Márcio.

Encontro virtual do Lide Ceará. (Foto: Reprodução/ Zoom Meeting)

Além dele, o publicitário Marcos Quintela, CEO e sócio das agências VML e Y&R, foi o convidado especial da live desta quinta, promovida pelo Lidee Ceará, e que abordou as mudanças na comunicação e na publicidade para chegar até o consumidor pós-pandemia. O encontro foi mediado pela presidente da entidade no Estado, Emília Buarque.

Veja também